terça-feira, 3 de agosto de 2021

Polícia caça serial killer baiano acusado de matar família no DF

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

Lázaro Barbosa Sousa, suspeito de ter assassinado uma família em uma chácara em Ceilândia, no Distrito Federal, e baleado outras três pessoas mobiliza equipes das polícias civil e militar da capital federal e de Goiás, além da Polícia Federal em uma caçada que já dura dias. Nas redes sócias, o caso ganhou fama como “serial killer em Brasília”, mas a polícia afirma que não trabalha com essa nomenclatura.

De acordo com informações da Polícia Civil do Distrito Federal, na madrugada da última quarta-feira, 9, Lázaro teria assassinado uma família em Ceilândia. O empresário Cláudio Vidal de Oliveira, 48 anos, e os filhos dele, Carlos Eduardo Marques Vidal, 15, e Gustavo Marques Vidal, 21, foram encontrados mortos em uma chácara.

A esposa de Vidal, Cleonice Marques, 43, foi sequestrada, e seu corpo foi encontrado na tarde de sábado em um córrego próximo. O cadáver estava sem roupa e com diversos cortes.

O suspeito voltou a cometer crimes no sábado, 12, quando, segundo nota da Polícia Militar do DF, ele invadiu uma fazenda, em Cocalzinho (GO) “quebrou tudo na propriedade, bebeu e fumou maconha. Obrigou o caseiro a fumar também”.

Um soldado da PM, dono da residência chegou ao local, o que levou Lázaro Barbosa a fugir levando o caseiro como refém. Não há mais informações sobre o funcionário. Barbosa se escondeu em uma fazenda a menos de um quilômetro do local, onde, segundo a PM “baleou três homens” da propriedade rural.

“Estávamos conversando, quando ele chegou invadindo, por volta das 19h, e atirando. Meus dois amigos ficaram muito feridos e eu fui baleado na perna”, contou Thiago, umas das vítimas ao Correio Braziliense. As outras vítimas foram socorridas e transferidas em estado grave.

Uma equipe da Polícia Militar de Goiás chegou à fazenda, mas Barbosa reagiu, disparou 15 vezes contra os policiais e conseguiu fugir para uma mata nas proximidades. Ele roubou um revólver calibre 32, além de outras outras armas e munições, das fazendas.

A Polícia Civil do Distrito Federal coordena uma operação para prender o suspeito. Equipes da Polícia Militar e da Polícia Federal também fazem parte da ação que mobiliza mais de 200 policiais e conta com drones e helicópteros.

Lázaro Barbosa nasceu em Barra do Mendes, no interior da Bahia. A Justiça da Bahia já expediu contra ele um mandado de prisão por homicídio qualificado, além de outros dois por roubo qualificado.

Foto: Reprodução
– Publicidade –

Outros destaques