terça-feira, 16 de julho de 2024

Polícia realiza operação contra associação cibercriminosa suspeita de ataques a sites governamentais e de utilidade pública

A Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (DCCT/Seic) deflagrou, na manhã da quinta-feira (10), operação policial visando desarticular uma associação cibercriminosa envolvida em uma série de ataques a órgãos governamentais no Maranhão e no Distrito Federal.

A operação resultou no cumprimento de mandados de busca e apreensão nas cidades de Penalva, na Baixada Maranhense, e Jundiá, em São Paulo, além da prisão temporária do líder do grupo. Denominada de “Inábil”, foi realizada em conjunto com a Polícia Civil do Distrito Federal, através da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos, e a Polícia Civil de São Paulo. 

Os criminosos são suspeitos de ataque e tentativas de ataques a vários sites de órgãos públicos e de utilidade pública no Maranhão e no Distrito Federal, inclusive de órgãos policiais e do sistema de Justiça. Dentre os domínios oficiais que sofreram ataques e tentativas estão o da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), com a publicação de falsa nota de pesar do prefeito de Alcântara, ocorrida neste ano; além das páginas oficiais da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) e da Polícia Civil do Distrito Federal, dentre outros.

De acordo com o delegado titular da Seic, Augusto Barros, na casa do suspeito residente no interior do Maranhão, líder do grupo, foi encontrada uma série de vestígios que o ligam aos fatos investigados. “Agora, responderá pelos crimes de invasão de dispositivos eletrônicos, associação criminosa e corrupção de menores”, informou. Na residência alvo da ação policial em Jundiaí, município do interior paulista, foi encontrado um dos dispositivos informativos utilizados na invasão de sistemas policiais e na pichação de sites oficiais.No caso do preso em município maranhense, Augusto Barros informou que o suspeito está sendo encaminhado para a sede da Seic, em São Luís, e depois será levado para a Central de Custódia e colocado à disposição da Justiça. 

Compromisso

“Operações como a Inábil reforçam o compromisso do Sistema de Segurança Pública do Maranhão em conter a crescente ameaça dos crimes cibernéticos, preservando a integridade dos sistemas governamentais e assegurando a aplicação rigorosa da lei”, enfatizou o secretário de Segurança Pública do Maranhão, Maurício Martins. O titular da SSP também destacou a importância da cooperação entre as diferentes unidades policiais no combate à criminalidade cibernética.

– Publicidade –

Outros destaques