terça-feira, 4 de outubro de 2022

Projeto “Cidadania e Leitura” entrega biblioteca comunitária na Vila Ariri

Uma tarde cultural e com programação lúdica diversificada marcou a inauguração da Biblioteca Comunitária Luiz Phelipe Andrès, pelo projeto “Cidadania e Leitura”, neste sábado (14), na Vila Ariri, área Itaqui-Bacanga.

Moradores de todas as idades, principalmente crianças e jovens, participaram das atividades. O projeto é realizado pela Sociedade de Amigos das Bibliotecas do Maranhão (SAB), com apoio da Lei Rouanet, patrocínio do Instituto Cultural Vale e parceria da Associação Comunitária do Itaqui-Bacanga (ACIB).

Presentes a coordenadora do “Cidadania e Leitura”, bibliotecária Rosa Maria Ferreira Lima; a gerente de Relacionamento com a Comunidade da Vale, Débora Ferreira; a diretora da Microrregião da ACIB na Vila Ariri, Joana do Carmo Amorim; o filho do homenageado, Luiz Francisco Andrès; a presidente da Sociedade de Amigos das Bibliotecas do Maranhão (SAB), Maria do Rosário Guimarães Almeida; a socióloga Edna Matos, também da SAB; e a escritora Raimunda Frazão.

Após o descerramento da placa foi feito o convite para que todos conhecessem o rico acervo da Biblioteca Comunitária Luiz Phelipe Andrès. “Este é um espaço de conhecimento, para a comunidade se fazer presente, despertando todos para as infinitas possibilidades oferecidas pelo universo da leitura”, afirmou Rosa Maria Ferreira Lima.

O espaço foi o segundo entregue pelo projeto. O primeiro foi a Biblioteca Comunitária Maria Aragão, inaugurada em outubro último, na Vila Bacanga. “Espaços como esse são essenciais para as comunidades, porque é com leitura que se forma um ser humano completo”, observou Maria do Rosário Guimarães Almeida.

Luiz Francisco Andrès agradeceu a homenagem. “Meu pai sempre foi um grande incentivador da leitura. Ele era um daqueles que faziam coro para a máxima de que homens se formam com livros. Só tenho a agradecer essa homenagem”, ressaltou.

“Esse tipo de incentivo consegue promover o diálogo entre a comunidade e o parceiro que tem essa expertise, e também consegue encontrar soluções para problemas que a comunidade identifica”, declarou Débora Ferreira.

Na ocasião, também foi lançado o livro “A Fábula dos Papagaios”, do professor Ricardo Wayland, um dos últimos trabalhos em que Luiz Phelipe Andrès se envolveu e para o qual escreveu o prefácio. O autor doou exemplares para compor o acervo do novo espaço.

Para encerrar a programação, o grupo Pique Esconde Artes abriu seu baú de histórias em um espetáculo de teatro, música e interação com as crianças.

– Publicidade –

Outras publicações