quinta-feira, 29 de setembro de 2022

Receitas Federais de abril atingem R$ 195 bilhões, acréscimo real de 11% em relação a abril de 2021.

IMPOSTO DE RENDA 201,Declaração IRPF 2019

Na sexta feira, os mercados internacionais ficaram no positivo, após a divulgação do índice de inflação americano que apresentou desaceleração. No Brasil, o Ibovespa fechou com ligeira alta de 0,05%, ficando 111.941 pontos, a queda nas ações da Petrobras influenciou no comportamento do índice, por causa do andamento de mudança na direção da empresa.

A Receita Federal divulgou arrecadação total das Receitas Federais de abril, que atingiu R$ 195 bilhões, um acréscimo real de 11% em relação a abril de 2021. No acumulado do ano (janeiro a abril) de 2022, a arrecadação atingiu R$ 743,2 bilhões, representando um acréscimo real de 11,05% em relação ao mesmo período do ano passado. É o melhor desempenho arrecadatório desde o início da série história em 1995, tanto para o mês de abril quanto para o quadrimestre. Os principais fatores que justificam este crescimento recorde na arrecadação são a retomada da atividade econômica, o desempenho positivo das commodities minerais, metálicas e alimentícias.

A percepção inicial de desaceleração da inflação na maior economia do mundo, nos EUA, podem fazer que os investidores desfaçam as suas posições em dólar e busquem o mercado acionário e com isso o dólar pode também a se desvalorizar, que contribuirá para diminuir a pressão inflacionária nos preços de matérias primas e insumos. E esta semana temos a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do 1º trimestre de 2022 no Brasil.

Wagner Matos – economista

– Publicidade –

Outros destaques