quarta-feira, 21 abril, 2021
Início Capa Saiba quais as vantagens de viajar de trem

Saiba quais as vantagens de viajar de trem

Há 35 anos o Trem de Passageiros de Estrada de Ferro Carajás (EFC) se destaca como uma opção vantajosa de viagem entre o Maranhão e o Pará. Preço, conforto e segurança são os itens que mais pesam na escolha, segundo pesquisa aplicada pela Vale junto aos usuários.
As vantagens, porém, vão além daquelas percebidas pelo cliente. Isso porque viajar pelos trilhos ajuda a melhorar até a vida de quem ainda usa o transporte rodoviário. Uma única viagem de trem pela EFC, sem a influência da pandemia, transporta até 1.500 pessoas na alta temporada, o que equivale a 28 ônibus ou 325 veículos a menos circulando nas rodovias. A vantagem se amplia quando pensamos nas condições de algumas rodovias, que fazem viagens curtas de carro durarem quase o dobro do tempo.
No que se refere ao preço, a tarifa de trem também leva vantagem. Enquanto uma passagem de ônibus leito entre São Luís e Açailândia custa cerca de R$ 150; no trem, o valor cai para R$ 54, na classe econômica. Outro detalhe que chama atenção refere-se ao fato de que enquanto no Trem de Passageiros as refeições podem ser feitas dentro do vagão, na viagem de ônibus elas acontecem nas paradas de almoço ou jantar, o que aumenta ainda mais o tempo embarcado. Durante a pandemia, as refeições estão sendo feitas nas poltronas para evitar aglomeração no vagão restaurante.
“O Trem de Passageiros da Estrada de Ferro Carajás desempenha um importante papel social para os estados do Maranhão e Pará desde que foi iniciado em 1985. Por isso, mesmo durante a pandemia, o serviço foi mantido, cumprindo novos protocolos sanitários e de saúde. Nosso time trabalha dia e noite para oferecer uma viagem segura e confortável e o retorno ao longo desses anos é muito positivo”, afirmou Paulo Martins, gerente responsável pela operação do trem.
Atualmente, o trem de passageiros da EFC é o que percorre a maior distância entre os pontos de partida e chegada no Brasil. São 861 km, com 15 pontos de parada ao longo de 27 municípios, sendo 24 no Maranhão e 3 no Pará. Ao todo, a jornada dura 16 horas. Os pontos com maior registro de embarque são as cidades de São Luís, Santa Inês, Açailândia, Marabá e Parauapebas, no Pará.
Segundo a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), há apenas duas linhas de trens de passageiros regulares no país. A EFC, interligando o Maranhão ao Pará; e a Estrada de Ferro Vitória a Minas, com 664 km, interligando Minas Gerais ao Espírito Santo. Ambas são operadas pela Vale.
Os vagões de passageiros utilizados em ambas as ferrovias são importados da Romênia e, independentemente da classe escolhida pelo passageiro, oferecem com ar-condicionado, poltronas acolchoadas e Tv com sistema de entretenimento.
Em 2019, ano em que a pandemia de Covid-19 ainda não tinha alterado o cotidiano das pessoas, cerca de 300 mil passageiros optaram pela viagem sobre trilhos na Estrada de Ferro Carajás.
Confira as medidas adotadas:
·         Passagens disponibilizadas 15 dias antes do período da viagem;
·         Não haverá venda de bilhete nas estações, inclusive durante o embarque; Apenas online pelo site.
·         Durante o embarque, o acesso à Estação poderá ser feito apenas pelo passageiro com bilhete para o dia da viagem. Parentes e amigos que não viajam no dia não poderão acessar. Passageiros com prioridade ou que necessitem de apoio para embarque poderão acessar com acompanhantes;
·         Número de poltronas para venda reduzido para garantir espaçamento entre passageiros;
·         Nas estações e dentro do trem, será obrigatório uso de máscara e o respeito ao distanciamento;
·         Será feita aferição de temperatura corporal antes do embarque. Caso seja detectada febre, o usuário será orientado a buscar atendimento médico e não poderá acessar o trem;
·         O serviço de alimentação terá a anotação do pedido e a entrega diretamente na poltrona do passageiro.
- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

- Publicidade -