quinta-feira, de maio de 2021

São Luís participará de evento com comunidade internacional sobre desenvolvimento urbano sustentável

São Luís participará de evento com comunidade internacional sobre desenvolvimento urbano sustentável

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Inovação, Sustentabilidade e Projetos Especiais (Semispe) participará, nos dias 26, 27 e 29 de abril, do Connective Cities Virtual Dialogue Event, comunidade
internacional de práticas para o desenvolvimento urbano sustentável, que tem como objetivo facilitar a troca de experiências e o aprendizado mútuo com base em exemplos de boas práticas de atores municipais com diferentes condições locais. O foco é, principalmente, discutir soluções e abordagens pragmáticas que podem ser aplicadas ou adaptadas a diferentes contextos regionais.

A Semispe participará do evento junto a outras 34 iniciativas internacionais, em que apresentará a metodologia de estruturação do Plano de Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável de São Luís para o decênio 2021-2031. Entre as atividades realizadas pelo Município, está, exemplo, a boas práticas para uma perspectiva de governança participativa, através de estratégias de participação e controle social.

“Nosso maior objetivo é buscar experiências que deram certo em outras localidades e levar as iniciativas de inovação e sucesso que estamos implantando, para transformar São Luís em cidade inteligente. Por isso, participarmos da comunidade Connective Cities será importante para o avanço na gestão; e, além disso, a Connective Cities pode nos apoiar para financiamento externo ou de terceiros, nos permitindo a execução de projetos para melhorar, na prática, o dia a dia de quem vive aqui na capital”, pontuou o prefeito Eduardo Braide.

O evento está sendo organizado pela comunidade Connective Cities em colaboração com a cidade de Bonn (Alemanha), que tem experiência em relatórios de sustentabilidade e pretende compartilhar sua experiência no trabalho com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, direcionado a gestores municipais alemães e internacionais, empresas municipais, sociedade civil, e academia que estão trabalhando em diferentes aspectos de monitoramento e relatoria da implementação local dos ODS e também no fortalecimento da implementação destes objetivos por meio de análises e relatórios locais.

“Termos a metodologia de construção do Plano de Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável de São Luís selecionada como boas práticas e uma comunidade internacional nos dá certeza de que estamos acertando com as estratégias desenvolvidas na Semispe, alinhados com pautas importantes no cenário internacional para o desenvolvimento sustentável da nossa cidade, uma das prioridades e compromisso do prefeito Eduardo Braide”, pontuou a secretária da Semispe, Verônica P.Pires.

Representação

São Luís será a única experiência brasileira nesta edição do evento, e realizará trocas com experiências de países como Ucrânia, Alemanha, Equador, Bolívia, Estados Unidos, Grécia, Etiópia, França, Gana, Moçambique e Namíbia, a partir de espaços para discussão aprofundada dos desafios atuais em torno dos ODS para construção conjunta de soluções inovadoras para o desenvolvimento urbano sustentável. As discussões geradas no evento são a primeira etapa do que se conhece como “processo de aprendizagem de Connective Cities”.

“A importância de São Luís na Comunidade Connective Cities qualifica a participação do Município nas relações internacionais e coloca a cidade no radar dos principais debates sobre desenvolvimento sustentável, criando
trocas com experiências de outras localidades em rede e oportuniza um capital social estratégico para o desenvolvimento de políticas públicas em São Luís e futuros acordos com outros países, em especial na América Latina e Europa”, enfatizou o assessor de Desenvolvimento Sustentável da Semispe, André Lobão.

 

Saiba Mais

– Connective Cities – comunidade internacional de prática para o
desenvolvimento urbano sustentável

A comunidade internacional de práticas para o desenvolvimento urbano sustentável – Connective Cities – reúne atores urbanos de administrações municipais, sociedade civil, academia e setor privado desde 2013. O projeto
é uma cooperação entre a Associação de Cidades Alemãs (Deutsche Städtetag), Sociedade Alemã para Cooperação Internacional (GIZ) e a Agência de Serviço Communities in One World. Os parceiros dessa comunidade incluem associações regionais e nacionais de cidades e municípios selecionados na África, América, Europa e Ásia e demais membros.

Desde que foi oficialmente lançado, a Connective Cities mobilizou cerca de 500 atores municipais de cerca de 20 países na África, Ásia, Europa e América Latina usando mais de 20 formatos de diálogo e aprendizagem para
compartilhar experiências e aprender juntos. O portal da web Connective Cities fornece diversas informações e serviços virtuais para profissionais municipais atuarem em rede. Mais de 30 exemplos de boas práticas foram inseridos na base de dados e estão disponíveis para divulgação.

Dentre as ações que a comunidade Connective Cities promove se encontra o Connective Cities virtual Dialogue Event (Evento de Diálogo Virtual Connective Cities). Para conhecer mais sobre o portal Connective Cities
acesse: https://www.connective-cities.net/leistungen/von-projektideen-zu-veraenderungsprozessen

Plano de Economia Criativa para o desenvolvimento sustentável de São
Luís

O Plano é um produto da Secretaria Municipal de Inovação Sustentabilidade e Projetos Especiais de São Luís, estruturado por sua Assessoria de Desenvolvimento Sustentável, e tem como propósito ser um instrumento de
políticas públicas, resultado de processo metodológico de participação  controle social, a fim de construir metas e objetivos que pautem diretrizes para cinco eixos estratégicos: diversidade e inclusão social; educação, saúde e meio ambiente; inovação tecnológica e social; cultura e turismo; gestão do conhecimento.

O plano está sendo construído com ampla participação social, por meio do mapeamento e mobilização de atores sociais, institucionais e governamentais atuantes nos cinco eixos estratégicos. A metodologia do plano já passou por
uma primeira etapa de validação junto a instituições e ativos sociais, e nesse momento, está na fase de consolidação de dados e indicadores alinhados aos ODS para São Luís.

Em seguida, haverá reuniões setoriais para construção e consolidação das metas e objetivos para cada um dos eixos estratégicos do plano e seus desdobramentos transversais, finalizando essa etapa de construção com a validação do seu escopo junto aos setores sociais.

A segunda etapa será composta pela estruturação metodológica de instrumentos de participação e controle social para gestão das metas e objetivos do plano. Essa etapa será composta pelas seguintes estratégias: criação e implantação do comitê gestor de participação e controle social do Plano; formatação do plano gestor; realização de conferências municipais para monitoramento das metas e gestão do conhecimento.

O Plano de Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável de São Luís visa ser uma ampla e estratégica experiência de governança participativa para a gestão pública municipal, como um importante instrumento de
diretrizes para políticas de desenvolvimento sustentável tendo a economia criativa como campo de soluções para formação de redes colaborativas, inovação social e tecnológica.

– Publicidade –

Outros destaques