terça-feira, 23 de julho de 2024

São Luís recebe a primeira Residência Inclusiva

O prefeito Edivaldo entregou nesta quinta-feira (2) a primeira Residência Inclusiva de São Luís. A casa é destinada ao acolhimento de pessoas com deficiência, sem vínculos familiares e em situação de abandono, e integra o Programa Nacional Viver Sem Limites, executado em parceria pelos três entes federativos. A inauguração contou com presença da coordenadora nacional de Serviços de Acolhimento do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Nilzareth Margarida Lima.

Em São Luís, o projeto é coordenado pela Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas). A Residência Inclusiva tem capacidade para atender dez pessoas e está localizada no bairro Jardim Eldorado, com uma área total de 1,8 mil metros quadrados. A moradia possui estrutura física totalmente adaptada para atender às pessoas com deficiência,com ambientes amplos e todas as características de uma residência, como cozinha, salas de estar, piscina, jardins, quartos, área de lazer, etc.

O prefeito Edivaldo afirmou que a atual gestão tem buscado valorizar, cuidar e dignificar os cidadãos em situação de vulnerabilidade. “Por meio de ações como esta, promovemos o bem-estar de pessoas com deficiência que necessitam do amparo do poder público, numa demonstração de amor, cuidado e respeito. E é com muita alegria que implantamosem nossa cidade mais uma importante ação voltada à assistência da pessoa comdeficiência”, disse.

Entre as outras ações já desenvolvidas, o prefeito destacou a instalação do Centro Dia de Referência para Pessoas com Deficiência de São Luís, inaugurado no início deste ano, na Cidade Operária. As atividades do Centro Dia também são voltadas ao atendimento de pessoas com deficiência em situação de dependência de terceiros, abandono ou negligência.

Durante a solenidade desta quinta-feira, a coordenadora nacional de Serviços de Acolhimento do MDS, Nilzareth Margarida Lima, afirmou que São Luís tem sido citada como uma referência nacional na qualidade do atendimento prestado às pessoas com deficiência, tanto por conta da excelência dos serviços desenvolvidos no Centro Dia como também pela estrutura da Residência Inclusiva da capital, considerada pela coordenadora a maior e melhorem termos de estrutura, conforto e beleza.

“Temos 73 Residências Inclusivas implantadas no país e nenhuma delas se compara a de São Luís, em termos de dimensões e estrutura.Isso me deixa muito feliz porque percebo que a administração municipal entende que oferecer serviços de qualidade é um direito da pessoa com deficiência e não apenas ações de caráter meramente assistencialistas e feitas de qualquer jeito”, disse a coordenadora do MDS, Nilzareth Lima.

Os moradores da Residência Inclusiva serão direcionados pelos Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas) e contarão com atendimento de uma equipe multidisciplinar formada por terapeutas ocupacionais, psicólogos, assistentes sociais e cuidadores. Os profissionais prestarão atendimento personalizado e qualificado, proporcionando cuidado e atenção às necessidades individuais e coletivas de seus moradores.

A titular da Semcas, Andréia Lauande, ressaltou que os moradores da casa terão a oportunidade de resgatar a autonomia e viver com dignidade, além de terem a possibilidade de retorno às suas famílias. “Não queríamos qualquer casa. Lutamos muito para encontrar o ambiente que realmente proporcione qualidade de vida, liberdade e dignidade para essas pessoas”,relatou a secretária.

Presente na cerimônia, o presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência, Márcio Azevedo, ressaltou que a atual gestão municipal tem quebrado paradigmas, priorizando, além de outras áreas, a assistência social. “O Conselho foi consultado e convidado a participar da composição desse belíssimo projeto que é a Residência Inclusiva de São Luís”,afirmou.

O encerramento da solenidade contou com a apresentação dos dançarinos Elton Ricardo e da cadeirante Aracy Campos, na performance Dança sobre Rodas.

Também participaram da solenidade de inauguração da Residência Inclusiva, o vereador Batista Matos (PPS), a secretária estadual em exercício de Direitos Humanos e Assistência Social, Agenilma Gomes; a superintendente de Proteção Social Especial de Alta Complexidade da Semcas, Elizângela Cardoso, além dos secretários municipais José Cursino Moreira(Planejamento e Desenvolvimento), Breno Galdino (Segurança com Cidadania) e Robson Paz (Comunicação).

– Publicidade –

Outros destaques