sábado, 23 de outubro de 2021

Auxílio Combustível Governo do Maranhão

Saúde mental: Fórum Jaracaty e Ceuma oferecem apoio psicológico à comunidade

Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no telegram
Compartilhar no linkedin

A pandemia de Covid-19 causou impactos nas vidas das pessoas de todo o mundo. No Brasil, por exemplo, quatro em cada dez brasileiros tiveram a saúde mental afetada, segundo pesquisa realizada pela Datafolha. Ansiedade e depressão são alguns dos principais problemas psicológicos relatados durante esse período pandêmico. E foi pensando no bem-estar mental de seus alunos e de seus respectivos familiares, que o Fórum Jaracaty firmou parceria com a Universidade Ceuma para a criação de um plantão psicológico gratuito voltado às comunidades atendidas pelo projeto.  

As atividades que estão sendo desenvolvidas semanalmente na sede do Fórum Jaracaty fazem parte do programa de estágio obrigatório da instituição de ensino. Além de contribuir diretamente para a formação dos discentes, o plantão psicológico tem como objetivo oferecer o trabalho da psicologia para promoção da saúde e aproximar a Psicologia da comunidade. Para isso, haverá ações psicoeducativas, como palestras, exibição de filmes, entre outras, alusivas ao Setembro Amarelo, mês de prevenção e conscientização contra o suicídio.

A ação chega em uma boa hora ao Fórum Jaracaty. Com a pandemia de covid-19, muitas famílias perderam entes queridos e até mesmo a fonte de renda de forma repentina, situações que não são fáceis de lidar. Márcia Assunção, diretora executiva do Fórum, conta que campanhas de arrecadação de cestas básicas foram essenciais no período pandêmico mais crítico, porém, a saúde psicológica das famílias ficou comprometida.

“O impacto não foi sentido só bolso ou na mesa, foi sentido também em outros aspectos, como o psicológico. Essa é uma área que também precisa de atenção e que muitas vezes é deixada de lado. Com a parceria, será possível atender aos alunos e suas famílias”, ressalta.

Desafio

O contexto pandêmico é desafiador também para a equipe de atendimento. Para o supervisor técnico da Universidade Ceuma, Ângelo Macedo, os profissionais da Psicologia têm sido mais demandados do que nunca para ajudar a quem não tem conseguido lidar com as consequências da pandemia. Por isso, ele reforça que a ação no Fórum Jaracaty deve envolver todas as partes, desde os alunos, comunidade, até os funcionários, construindo uma rede de apoio.

“Além, claro, de toda essa experiência, que já é uma experiência exitosa, é uma forma também de coesão e de comunicação com a comunidade. É a Psicologia quebrando barreiras, deixando aquele espaço tão leigamente difundido como um espaço elitizado para que possa estar próximo das principais necessidades da comunidade, das pessoas envolvidas, dos familiares e também dos próprios trabalhadores do projeto. O interesse é que a gente possa deixar um legado, as portas abertas. Nesse sentido, pretendemos desenvolver um trabalho de fortalecimento de vínculos, onde o papel da Psicologia possa ser compreendido”, enfatiza.

Atendimentos

Os atendimentos devem seguir até o mês de novembro. O plantão psicológico ocorre sempre às segundas-feiras e quartas-feiras, pela manhã, com dois atendimentos (8h30 e 9h45) e às segundas-feiras e sextas-feiras à tarde, de 13h30 até as 17h. As consultas podem ser agendadas presencialmente no Fórum Jaracaty ou pelo telefone (98) 98873-3174.

Sobre o Fórum Jaracaty

Patrocinado pelo governo do Estado e pela Equatorial Energia, o Fórum Jaracaty oferece, gratuitamente, modalidades esportivas às crianças e adolescentes da região do Jaracaty, Liberdade e Camboa, como tênis de mesa, judô e futsal. Além disso, as crianças podem contar com brinquedoteca. Aulas de informática também são oferecidas pelo projeto. Para a comunidade, o Fórum Jaracaty atua como fomentador, promovendo, por meio de parcerias, cursos de qualificação profissional, estimulando assim a inserção da comunidade no mercado de trabalho.

– Publicidade –

Outros destaques