quinta-feira, 15 abril, 2021
Início Capa Sem enjoo e cansaço: conheça os benefícios da nutrição ortomolecular na gravidez

Sem enjoo e cansaço: conheça os benefícios da nutrição ortomolecular na gravidez

Quem nunca ouviu falar que gravidez não é doença? De fato não é, mas para algumas mamães o momento mágico e especial vem acompanhado de alguns sintomas que não são agradáveis, como enjoos, cansaço e falta de energia. São diversas as transformações com a chegada da maternidade, trazendo mudanças emocionais, pessoais, físicas e químicas.

É importante que a mulher esteja bem antes da gestação e, melhor ainda, quando se trata de uma gestação programada, pois o estado nutricional antes e durante a gestação pode refletir no desenvolvimento e saúde não só do feto, mas ao longo da vida desta criança. A nutricionista funcional, ortomolecular e médica naturopata,  especializada em programação da gestação saudável, Isis Vidal, destaca o trabalho da nutrição ortomolecular para uma gravidez equilibrada.

“É um processo de organização do corpo da gestante, com todas as taxas metabólicas e nutricionais. O objetivo é preparar a mulher para receber um embrião, com o corpo totalmente equilibrado. Quando isso não acontece, que é a grande maioria dos casos, então organizo diante do possível, buscando um equilíbrio homeostase (regulação do organismo), com um trabalho de hormese, com pequenas doses e grandes efeitos”, explica Isis Vidal.

Segundo a especialista, são inúmeros os benefícios, menos cansaço, porque é feito um equilíbrio de vitaminas, nutrientes, minerais, que são necessários para essa mãe e para o bebê. “Eu utilizo antioxidante, na fase inicial da gestação que são mais comuns enjoos, indico alimentos mais cítricos, para a redução deste sintoma, além de uma alimentação suplementar. Faço um trabalho com a tabela periódica, onde consigo fazer uma prescrição específica para saber o que cada mãe está precisando, respeitando o trimestre gestacional”, detalha.

Isis Vidal destaca que geralmente as mães têm problemas tireoidiano (quando a tireoide não está funcionando corretamente e aumenta a produção de hormônio tiroidiano), então é feito um  controle da tireoide para estar em pleno funcionamento, “por meio de minerais, suplementos, as mães não tendem a ter esse hipotireoidismo”, pontua. Ela destaca que por meio de um plano alimentar com o aporte calórico necessário por trimestre gestacional, há o controle do peso e o suprimento das carências dos nutrientes. “Essas mamães saem da gestação bem melhor do que entraram e o pós-parto é sensacional”, ressalta a especialista.

Quem já está sentindo os benefícios da nutrição ortomolecular na gestação é a mamãe e supervisora comercial, Gabriele Torres, grávida de quatro meses. “Estou sendo suplementada, e é o que vem me ajudando muito com alguns sintomas comuns da gravidez, como dor de cabeça, enjoo e cansaço. Não estou com nenhum desses sintomas. A minha maior preocupação era o descontrole de peso,  mas estou mantendo, e meus exames estão ótimos. Minha anemia está controlada e o bebê está se desenvolvendo de forma forte e saudável”, contou satisfeita.
- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

- Publicidade -