segunda-feira, 22 de julho de 2024

Tradicional Festejo de São Pedro reunirá milhares de brincantes na capela nesta sexta-feira

As matracas já estão preparadas, os pandeirões sendo aquecidos pelas fogueiras de São João e os brincantes esperam ansiosamente pelo tradicional encontro de grupos de bumba meu boi, na Capela de São Pedro. O festejo é um momento marcante, que ocorre todos os anos no período junino, e reúne milhares de fiéis no largo de São Pedro.

A festa ocorre na noite desta sexta-feira, que antecede o Dia de São Pedro (29), e as homenagens seguem pela madrugada até o amanhecer. O santo, conhecido por ser o padroeiro dos pescadores, terá a sua imagem homenageada durante toda a celebração, que também continuará no sábado pela manhã, em uma emocionante procissão marítima, que sairá do Cais da Praia Grande, pela Rampa Campos Melo, passando pela ponte do São Francisco, Ponta d’Areia e próximo a área Itaqui Bacanga.

No encontro de bois, devem passar devotos, brincantes, fiéis, público em geral e turistas, que aproveitam para conhecer e se encantar com a cultura maranhense. Na tarde do sábado, às 16h, será realizada uma procissão terrestre, no Centro Histórico, que finaliza com uma grande missa na capela.

A Equatorial Maranhão valoriza essa tradicional celebração e patrocina o festejo, via Lei de Incentivo à Cultura. Para Jeane Pires, Analista de Responsabilidade Social da Distribuidora, “A cultura do Maranhão deve ser valorizada ao máximo, para que as futuras gerações possam conhecer e manter vivo o folclore maranhense, testemunhar e perpetuar as riquezas da nossa diversidade cultural. A Festa de São Pedro vai além de uma celebração religiosa, é uma experiência cultural que une gerações, preserva e celebra a rica herança cultural maranhense”, declarou.

A Coordenadora da Comunidade de São Pedro, Kauana Barata, relata que sempre é um desafio organizar o festejo, que é tão esperado por todos. “O tema deste ano é “Pedro, ouve a oração: com vossas chaves, abre-nos a porta dos Céus’. É uma festa da comunidade, muito tradicional em São Luís. A identidade visual foi pensada a partir disso, usando o casarão e o verde do mar, para mostrar às pessoas que a festa é nossa, do bairro, da cidade. É nossa responsabilidade passar essa tradição de geração em geração e não deixar a festa acabar”, disse.

Programação completa do festejo:

  • De 20 a 29 de junho:

Missas diárias, às 19h. Após as missas, o tradicional arraial retorna ao Largo de São Pedro, em frente à igreja, com concurso de rainha caipira, brincadeiras e comidas típicas.

  • 28 de junho:

Às 18h30, a imagem sai da Casa Barrica, com o andor enfeitado, em procissão luminosa, até a Capela de São Pedro, para a missa, às 19h.

  • Às 20h, inicia o arraial, que vai até a meia-noite.
  • Após a meia noite, a igreja fica aberta, e por lá, devem passar devotos, brincantes de boi, fiéis e o público em geral, até de manhã, em manifestações espontâneas, religiosas e culturais.

29 de junho:

  • 10h: Passeio marítimo com a imagem de São Pedro, saindo do cais da Praia Grande, pela rampa Campos Melo, passando pela ponte São Francisco, Ponta d´Areia e próxima à área Itaqui Bacanga.
  • 16h: Procissão terrestre pelas ruas do bairro, retornando à Capela de São Pedro para a Missa campal.
– Publicidade –

Outros destaques