quarta-feira, 1 de fevereiro de 2023

Vacinação contra raiva imunizou mais de 30 mil animais

Em dois fins de semana da Campanha de Vacinação Antirrábica, a Prefeitura de São Luís já contabiliza 30.569 animais vacinados contra a raiva, o que representa 19% da meta estabelecida que é imunizar 160 mil animais até abril próximo, quando a campanha tiver atingido os sete distritos sanitários da cidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), que coordena a campanha, já foram vacinados 19.020 cães e 11.549 gatos, nos distritos do Centro e Coroadinho.

A campanha está sendo realizada desde o início de fevereiro, às sextas-feiras (13h às 17h) e aos sábados (7h às 13h), com a visita dos vacinadores casa a casa. A iniciativa é parte das ações de saúde preventiva da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

O secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, destaca o envolvimento da população. “Estamos percebendo uma grande colaboração dos donos e cuidadores de animais, que estão sensíveis para a importância de vacinar seus animais e evitar que a raiva volte a fazer parte da nossa realidade. O último caso da doença em São Luís foi em 2013, e estamos fazendo um controle epidemiológico rigoroso”, explica o gestor.

Na próxima sexta-feira (22) e sábado (23), os agentes vacinadores estarão nos bairros São Francisco, Lagoa da Jansen, Ilhinha, Vila Jaracati, Sítio Santa Eulália, Jardim Eldorado, Vicente Fialho, Recanto Fialho, Vila Progresso, Vila Marinha, Vila Vitória, Vila 25 de Maio, Residencial Vinhais, Coroadinho, Vila Palmeira, Alto do Calhau, Sítio Santo Antonio, Vila Menino Jesus de Praga, Cohama, Vila Conceição, Parque Atenas, Cohaserma, Jardim Coelho Neto, Conjunto Vinhais, Cohafuma, Recanto Fialho, Recanto Vinhais, Conjunto Rio Anil, Vila Palmeira, Vila Cristalina, Maranhão Novo, Cohajap, Vicente Fialho Parque Shalom, Bequimão, Coroadinho, Radional e Cutim do Padre.

A Semus orienta a população a exigir a identificação dos vacinadores, e informa que nos casos onde o morador não estiver durante a visita do agente, os animais poderão ser vacinados ao final da campanha, na Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), localizada na Estrada de Ribamar.

A raiva é uma zoonose fatal que pode ser transmitida através da mordida ou arranhadura do animal, que uma vez contaminado, vai perdendo domínio de sua capacidade de resistência física e psíquica para se tornar abatido, irritadiço, agressivo e descoordenado em todos os sentidos. Não existe cura e nem tratamento para a raiva, mas a doença pode ser evitada com a vacinação do animal, pela primeira vez aos quatro meses de vida e, depois, anualmente. Os animais só não serão imunizados, caso estejam doentes ou no último mês de gestação (caso das fêmeas).

Ao todo, serão 66 dias de ação dos 200 técnicos de saúde escalados para imunizar cães e gatos da população de São Luís. As campanhas são anuais e também disponibilizam vacinas nas unidades de saúde.

– Publicidade –

Outros destaques