quarta-feira, 20 maio, 2020
Início Capa Veja quais são os países que comemoram o Dia das Mães neste...

Veja quais são os países que comemoram o Dia das Mães neste domingo

PorR7

Dia das Mães é beijo, abraço, amor. Também pode ser saudade. No entanto, os encontros típicos dessa data em tempos de pandemia podem ser um desafio que nos instiga a descobrir outras formas de estar presente. O Dia das Mães está diferente, mas mesmo assim será comemorado neste domingo em vários países do mundo.

Registros apontam celebrações às mães desde a Grécia Antiga. Entretanto, a ideia da atual forma de celebração surgiu quando a norte-americana Anna Jarvis decidiu homenagear sua mãe, a ativista Ann Jarvis, que faleceu em 1905. A data, o segundo domingo do mês de maio, foi oficializada pela primeira vez nos Estados Unidos pelo presidente norte-americano Woodrow Wilson, em 1914.

A ideia tomou grandes proporções e é repetida até hoje, em diversos países do mundo, incluindo o Brasil.

Assim, este 10 de maio também será o Dia das Mães em 25 países, entre eles a Venezuela, Chile, Canadá, Itália, Finlândia, Alemanha, Nova Zelândia, Países Baixos, Paquistão, África do Sul, China e Japão. Além, claro, do Brasil e dos EUA.

Já em diversos países do Oriente Médio, como a Palestina, as mães são festejadas no primeiro dia da primavera. Há uma semana, no primeiro domingo de maio, a dia já foi celebrado entre os espanhois e portugueses. Na Argentina, a data que vale é o terceiro domingo do mês de outubro.

Independente da data exata, desde sempre, em todo o mundo, mães e filhos comemoram o dia juntos ou separados. Durante a crise do coronavírus, quem está fazendo o isolamento junto à mãe terá o privilégio de celebrar ao lado dela. Aqueles que moram longe vão ressignificar a forma de estar presente: uma ligação, uma chamada de vídeo — que, nos tempos atuais, são o abraço e o beijo que muitos não têm podido dar.

Mães e filhos pelo mundo

Jean-Paul C., 27, é da Alemanha, mas vive no Brasil. Ele contou ao R7 que em seu país a comemoração do Dia das Mães é bem parecida com a do Brasil. Quem gosta de celebrar, se reúne com a família, presenteia as mães.

Em sua opinião, o que realmente importa não é a data ou o que você compra para presentear, mas como você se faz presente. Sua mãe e toda a família continuam vivendo na Alemanha. Ele considera que mostrar amor independente de datas é mais significativo. “Minha mãe vai ficar mais feliz se eu ligar para ela ou mesmo se presenteá-la em uma data não comercial”, reflete.

Cida Alves, 68, é mãe de Mariama Alves, 29, que vive na capital da Irlanda há dois anos. Este é o segundo Dia das Mães que passam longe, mas a pandemia trouxe outros sentimentos além da saudade.

“Com a pandemia não me sinto tão tranquila como o ano passado. A gente se preocupa, principalmente estando longe”, pondera Mariama. Para ela, o que facilita lidar com a distância na data é o amor: “Saber que tem amor e nutrir o sentimento de querer o bem fica mais fácil”.

A família é muito unida e gosta de estar junta e celebrar datas comemorativas. O Dia das Mães tem um significado forte para mãe e filha que sentem que o dia é a celebração do vínculo entre elas e entre as mães da família.

Cida diz que este domingo é atípico: “além da distância, ainda há a quarentena. Eu sinto muita saudade da minha filha”.

Ela ainda manda um recado para as mães do mundo e diz que não é o momento de ficar triste. “Vamos voltar a nos encontrar e dar muitos beijos e abraços. A quarentena não é definitiva”.

Perto, mas separados

Além de mães e filhos que vão passar o Dia das Mães longe devido a distância, existem famílias que moram na mesma cidade e que não irão se encontrar.

Sandra Viana, 62, é mãe de quatro filhos. Todos residentes em Brasília. Três deles já não moram mais com ela. Sobre não estarem juntos neste dia ela reflete a respeito das emoções.

“O sentimento é ambíguo. Meio tristeza, meio certeza de estar contribuindo com o coletivo. Não tenho mais pressa, nem resquícios de ansiedade. A minha ansiedade pelo abraço é serena e calma, embora às vezes doa.”

Aos filhos, as seguintes palavras: “Quando tudo acabar concedam-me um instante do seu tempo e emocionem-se com o prazer de estarmos juntos. Isso é esperança.”

- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Ministério da Educação adia o Enem 2020

O Ministério da Educação decidiu adiar o Exame nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em função dos impacto da pandemia do novo coronavírus. “As...
- Publicidade -