quarta-feira, 30 de novembro de 2022

Vice-prefeito que prometeu churrasco e cerveja caso o candidato dele fosse o mais votado é preso no Maranhão

Vice-prefeito da cidade de Buriti Bravo Welson Amorim (PP)

O vice-prefeito da cidade de Buriti Bravo Welson Amorim (PP) que havia prometido churrasco e cerveja caso o candidato dele fosse o mais votado na cidade, foi preso neste domingo (30) de eleições. Segundo a polícia, ele estaria oferecendo vantagens a eleitores em troca de votos para o candidato Jair Messias Bolsonaro.

Ele vinha sendo monitorado desde que se espalhou um áudio postado em grupos de WhatsApp, onde o vice-prefeito prometia um churrasco com seis bois e 220 grades de cerveja, se o presidente fosse mais votado que o candidato Lula.

O áudio:

“Meus amigos e minhas amigas, aqui quem está falando é o Amorim, tudo bem?! Deixa eu dizer uma coisa: junto o Amorim, o Vitor Hugo, os empresários aqui em Buriti Bravo o pessoal do agronegócio e muitos amigos nossos, nós combinamos o seguinte, se o Bolsonaro domingo dia 30 tiver mais voto que o Lula, em Butiri Bravo. Nós vamos dar seis bois e 220 grades de cerveja”.

Prisão

De acordo com a Polícia Militar, o juiz eleitoral Jorge Leite recebeu a denúncia sobre compra de votos e distribuição de santinhos do atual presidente e acionou apoio para realizar a prisão do político. A polícia diz que Welson estava coagindo eleitores e recebeu voz de prisão em flagrante.

– Publicidade –

Outros destaques