terça-feira, 29 de novembro de 2022

27 presos teriam fugido em “Operação Resgate”

Informações não oficiais revelam que 27 presos teriam fugido do Centro de Detenção Provisória de Pedrinhas (CDP).

Durante a “Operação Resgate”, deflagrada por bandidos, na noite de quarta-feira (10), outros também teriam morrido.

 

Operação Resgate

A ação criminosa teria acontecido desta forma: um caminhão teria invadido as dependências da unidade prisional de ré, quebrando um dos muros do local. Bandidos estariam na parte da caçamba com muitas armas e esperando que os “colegas” de facção pudessem subir para a fuga.

 

Cada preso que subia na caçamba do caminhão pegava uma arma e dava cobertura para os demais que estavam vindo em direção ao veículo de grande porte. Se não fosse a resposta rápida do Grupo Especial de Operações Penitenciária (Geop), mais detentos teriam fugido.

 

Ainda de acordo com fontes não oficiais, além dos cinco internos feridos na troca de tiros, quatro presos teriam morreram durante o tiroteio.

 

Coincidência

 

Dois dias antes da fuga, a central de monitoramento do estabelecimento prisional teria pegado fogo, sendo que todo o equipamento que faz o monitoramento de segurança da unidade foi danificado.

 

Pós-fuga

 

Depois da fuga dos internos, agentes penitenciários, integrantes do Geop e Polícia Militar realizaram uma revista em todas as celas da unidade prisional. Todos os internos foram retirados das celas e levados para um dos pátios.

 

Outros resgates

 

No dia 5 de dezembro de 2013, dois homens, que haviam tomado de assalto um caminhão guincho, tentaram derrubar o muro dos fundos do estabelecimento prisional e foram impedidos por agentes penitenciários. Os dois conseguiram escapar do local e ninguém foi preso.

 

Já no dia 3 de agosto do mesmo ano, uma fuga em massa foi registrada, no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pedrinhas. De acordo com informações da assessoria de comunicação da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), um carro bateu no portão de acesso ao presídio, derrubando-o. Nove presos fugiram.

 

O carro é Corsa Classic branco, que seria um táxi roubado, era dirigido por um homem que estava na porta do presídio. Ele deu uma ré em grande velocidade e derrubou o portão.

 

– Publicidade –

Outros destaques