sexta-feira, 30 de setembro de 2022

 2ª edição do Programa Canteiro Escola abre 60 vagas em São Luís

A Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) deram a largada para a 2ª Edição do Programa Canteiro Escola durante o início das comemorações do aniversário de 168 anos da Associação Comercial do Maranhão (ACM). Na oportunidade ocorreu a assinatura do Termo de Cooperação para Requalificação de dois monumentos simbólicos de São Luís: Palácio do Comércio (sede da ACM) e o Palácio Arquiepiscopal, localizado ao lado da Catedral de Nossa Senhora da Vitória.  

O Programa é fruto da parceria público-privada entre a Prefeitura de São Luís, mediante a Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (Fumph), as entidades do Sistema FIEMA –SESI e SENAI – Sinduscon-MA e Sebrae.  

De acordo com o vice-presidente executivo da FIEMA e presidente do Sinduscon-MA, Fábio Nahuz, que representou o presidente da Federação, Edilson Baldez das Nevez na solenidade, as obras de conservação serão realizadas pelos alunos sob orientação de docentes especializados pelo SENAI-MA e dos técnicos da Fumph, em duas fases. “O Projeto Escola é um estímulo ao segundo setor e representa uma perspectiva de futuro para os alunos que terão uma profissão e serão os novos talentos para a construção civil da nossa cidade”, pontuou Nahuz.  

O diretor regional do SENAI-MA, Raimundo Arruda, ressalta que o Projeto tem como objetivo a formação da mão-de-obra para a construção civil com especificidade na tecnologia construtiva de edificações históricas, visando a conservação do Patrimônio Arquitetônico de São Luís. “Capacitar jovens das nossas comunidades nos dá uma grande satisfação, porque pelo conhecimento, ampliamos as chances de empregabilidade dessas pessoas, que podem atuar tanto em obras como as do Canteiro Escola, na capital maranhense, ou em qualquer outra região do Estado”, comentou.   

O projeto conta ainda com o suporte dos serviços do SESI-MA que vai realizar o atendimento ao trabalhador com os exames periódicos, observando as normas trabalhistas. Oferecerá ainda, o acompanhamento de engenheiros de segurança, equipamentos de proteção individual – EPI e engenheiros ambientais.  

O início da primeira fase do Programa está previsto para agosto de 2022 e conclusão em dezembro do mesmo ano. “A proposta deste ano, além, é claro, de comemorar o aniversário da Casa e de darmos o start para a preservação do prédio do Palácio do Comércio, começando pela fachada, é de voltarmos as atenções para o momento que a classe empresarial maranhense está vivenciando e que carece de um olhar mais sensível do Poder Público, com políticas de fomento ao empreendedorismo”, observou o presidente da ACM, Cristiano Barroso Fernandes.  

1ª edição do Canteiro Escola 

As turmas certificadas na primeira edição do Programa Canteiro Escola foram dos cursos de Pedreiro de Revestimento e Pintor de Obras Imobiliárias. Cada um deles teve carga horária de 400h aulas práticas/pedagógicas, e os 27 alunos formados tiveram direito à bolsa-auxílio no valor de R$ 300,00, alimentação, transporte, fardamento e certificação de qualificação profissional emitida pelo SENAI.  

Já a 2ª edição do Programa vai trabalhar na restauração da fachada do Palácio Arquiepiscopal e a fachada do Palácio do Comércio voltada para a Avenida Dom Pedro II. Serão 60 profissionais divididos em duas turmas com 30 vagas para Pedreiro de Alvenaria e 30 vagas para Pintor de Obras Imobiliárias, com a carga horária de 640 horas.  

A fase seguinte terá carga horária de 400 horas e contemplará as fachadas do Palácio do Comércio voltadas para a Praça Benedito Leite e Rua de Nazaré, com 30 profissionais divididos em duas turmas, com 15 vagas para Pedreiro de Alvenaria e 15 vagas para Pintor de Obras Imobiliárias.  

– Publicidade –

Outros destaques