quarta-feira, 19 de junho de 2024

Maquiagem vegana – saiba mais sobre a beleza sustentável

(Foto: Reprodução)

Você sabia que grande parte dos produtos cosméticos antes de chegar nas suas mãos, são testados em animais? Alguns animais são mantidos em cativeiro, para garantir que nenhum cliente sofra reação alérgica ou qualquer coisa do tipo. Ao perceber a problemática disso, alguns empreendedores começaram a investir na maquiagem vegana.

Logo depois, devido a pressão dos consumidores e diante dos protestos dos ativistas, muitas outras marcas transformaram sua mercadoria, dedicando-se também à produção cruelty free e vegana . Isto é, produtos que não possuem nenhum ingrediente que seja derivado de animais, como mel, leite ou gordura bovina.

Além disso, nesse meio tempo, também se popularizou no mercado as maquiagens orgânicas e naturais. De forma que muitas pessoas acabam não entendendo que são fabricações diferentes e confundem o significado de cada uma delas. Tendo isso em vista, nós, do Área de Mulher, trouxemos em primeira mão o que cada uma delas representa.

Maquiagem vegana - saiba mais sobre a beleza sustentável

Essa alternativa é a que mais tem crescido dentro do mercado. Basicamente, a maquiagem vegana se dedica à produção completamente livre animais. Tanto nos ingredientes quanto nos testes em laboratório. Mas isso não impede que em sua composição tenha componentes químicos, como os tão temidos parabenos e petrolatos. Por isso, é tão importante checar a fórmula dos produtos, antes de compra-los.

Apesar do veganismo ser um estilo de vida, no qual objetiva-se respeitar todos os seres vivos, alguns dos produtos que se dizem veganos, continuam a fazer testes em animais. Por isso, é necessário ficar atento ao rótulo, se estiver escrito “Cruelty free” então quer dizer que, realmente, não foi utilizado nenhum bichinho durante os testes.

Para que você saiba exatamente o que está consumindo, listamos abaixo quais ingredientes não podem conter em uma maquiagem vegana.

Albumina Cera de abelha Colágeno Gelatina Gordura animal Lanolina Leite Mel Tutano Maquiagem Orgânica

Maquiagem vegana - saiba mais sobre a beleza sustentável

Primeiramente, precisamos deixar claro que orgânico e vegano não são sinônimos. Muito menos orgânico. Mas isso, nós esclareceremos no tópico abaixo. Tendo isso em mente, podemos definir que para uma maquiagem ser considerada orgânica ela precisa que, no mínimo, 95% de sua matéria-prima seja orgânica. Ou seja, livre de químicos e agrotóxicos.

Porém, isso não significa que ele seja cruelty free ou que não contenha nenhum ingrediente derivado de animais. E vale lembrar também que, não é porque é orgânica que está tudo bem dormir com a make. Ela pode não ser tão agressiva quanto as outras, mas de qualquer forma, o melhor é remover tudo antes de ir para a cama.

Maquiagem vegana - saiba mais sobre a beleza sustentável

Afinal, o que faz um produto ser considerado natural? Assim como o anterior, é preciso que 95% de sua fórmula seja natural e os outros 5%, orgânicos. A maioria das marcas que são “naturais”, também são cruelty free. De qualquer forma, nem sempre é vegana, pois pode ser que contenham elementos derivados de animais, como cera de abelha ou gelatina. Em síntese, reforçamos como é importante sempre se atentar ao rótulo, pois tudo que você precisa saber, estará lá.

Por outro lado, não se engane! Um produto orgânico sempre é natural, mas um produto natural nem sempre é orgânico. De acordo com os especialistas, os ingredientes que não podem conter em uma maquiagem natural são:

  • Amônia Conservantes sintéticos
  • Corantes sintéticos Dietanolamidas
  • Derivados do petróleo
  • Derivados de propileno
  • Fragrâncias sintéticas GMOs Silicone
– Publicidade –

Outros destaques