domingo, 25 de setembro de 2022

Academia Maranhense de Letras lança reedição de livro sobre a independência do Maranhão

A Academia Maranhense de Letras (AML) lança nesta quinta-feira, dia 1o de setembro, às 17h30, a reedição fac-similar do livro “História da Independência da Província do Maranhão – 1822/1828”, de Luís Antônio Vieira da Silva. O lançamento do livro faz parte da programação da AML em comemoração aos 200 anos de Independência do Brasil.

O livro de Vieira da Silva foi publicado inicialmente em São Luís no ano de 1862 pela Typografia do Progresso. Esgotada logo em seguida a sua publicação, a obra foi reeditada pela Superintendência de Desenvolvimento do Maranhão (Sudema) em 1972, para assinalar a passagem do Sesquicentenário da Independência, quando os restos mortais de D. Pedro I eram velados na capital maranhense.

A reedição fac-similar tem texto de apresentação do presidente da AML, Lourival Serejo, e nota introdutória do acadêmico Antônio Carlos Lima. “A leitura desta obra fornecerá ao leitor ampla visão das circunstâncias políticas, econômicas e sociais que levaram a Primeira Junta Governativa do Maranhão a resistir ao gesto de D. Pedro I, mantendo fidelidade a Portugal e à Casa de Bragança”, escreve Serejo.

Segundo Antônio Carlos Lima, o livro de Vieira da Silva é obra indispensável para o conhecimento dos fatos relativos a um momento decisivo na formação da nacionalidade brasileira, o da definição da extensão de seu território e de seus domínios políticos e administrativos. “A ele vieram depois juntar-se dezenas de publicações revelando como a Independência proclamada em São Paulo e no Rio de Janeiro se consolidou nas províncias do Norte e Nordeste – cujas relações com a Coroa portuguesa pareciam indestrutíveis – , constituindo amplo painel da História da Independência do Brasil”, assinala.

Formado em Direito na Alemanha, Vieira da Silva foi jurista, político e administrador público; deputado provincial, deputado geral, presidente de província, conselheiro do Império, ministro e conselheiro de Estado e senador. Nascido no Ceará, o autor do livro fez os estudos preparatórios em São Luís, terra de seus pais, onde viveu por mais tempo. Sempre esteve ligado ao Maranhão por laços de afeto, pelas raízes familiares e pelo interesse que a história da Província lhe despertava. 

– Publicidade –

Outros destaques