terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Acusados de participação em agiotagem são liberados da prisão

 

Os acusados de participação em agiotagem que foram presos há 10 dias, foram liberados na tarde da última quinta-feira (14), da prisão. Apenas o ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, continua preso. O prefeito de Marajá do Sena Edvan Costa, o ex-prefeito Perachi Farias, o empresário Josival Cavalcanti, conhecido como Pacovan, e o contador municipal José Epitácio Muniz, conhecido por Cafeteira apesar de liberados estão sob condição de monitoramento por meio de tornozeleira eletrônica.

O prefeito de Bacuri Richard Nixon já havia sido liberado pela manhã. Os suspeitos ficaram detidos durante dez dias na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

Eles foram presos nas operações “Maharaja” e “Morta Viva”, realizadas no dia 5 de maio pela Polícia Civil do Maranhão que investigava crimes de agiotagem em Bacuri e Marajá do Sena, no Maranhão.

As operações “Maharaja” e “Morta Viva” são um desdobramento da operação Imperador que, no mês de abril, prendeu Arlene Barros (ex-prefeita de Dom Pedro) e seu filho Eduardo Barros, conhecido como Eduardo Imperador, suspeito de integrar um esquema de agiotagem no estado.

 

 

– Publicidade –

Outros destaques