domingo, 23 de junho de 2024

Alunas da turma exclusiva de mulheres da Escola de Eletricistas participaram da Aula Inaugural

Aconteceu no auditório da Equatorial Maranhão a aula inaugural da primeira turma exclusiva de mulheres da Escola de Eletricistas da Equatorial Maranhão, uma oportunidade ofertada pela Distribuidora de energia para capacitar novas profissionais eletricistas para o setor elétrico e mercado de trabalho. A formação será ministrada pelo Senai e 100% custeada pela Equatorial, que ainda oferece ajuda de custo para as 25 alunas durante os quase quatro meses de duração do curso profissionalizante.

As 25 alunas, que foram selecionadas por meio de edital público aberto no mês de julho, receberam fardamento, EPI (Equipamento de Proteção Individual), material didático e ajuda de custo para os três meses e meio de curso. O curso possui carga horária de 40 horas semanais, totalizando 480 horas de conteúdo profissionalizante e 112h de comportamental.

Além das alunas, a aula inaugural reuniu representantes da Equatorial, Senai, IEMA e da Presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Iracema Vale. Foi uma manhã enriquecedora com palestras e rodas de conversa sobre empoderamento feminino, oportunidades de mercado para as mulheres, com a presença de profissionais que puderam contar um pouco das suas histórias e trocar ideias de mulher para mulher.

A roda de conversas contou com a presença da Gerente de Obras e Manutenção, Alinez Martins; da Diretora do IEMA, Criciele Muniz; da Coordenadora de Educação do Senai, Alessandra Brito e da Gerente de Experiência do Cliente, Francila Soares. Elas puderam falar um pouco de suas trajetórias e compartilhar sobre ser mulher no mercado de trabalho. O evento contou ainda com a participação da empresária do setor de sustentabilidade e educação, Juliana Almeida Dutra, que realizou uma palestra sobre a atuação das mulheres no setor elétrico, simultaneamente para os estados do Maranhão, Amapá, Goiânia e Pará, que também estavam realizando a aula inaugural da Escola de Eletricistas.

Para Alinez Martins, Engenheira Eletricista que gerencia a área de Obras e Manutenção da Equatorial, falar um pouco de sua trajetória e inspirar outras mulheres que estão entrando agora no setor elétrico é motivo de muito orgulho. “Eu como mulher que ocupa um cargo que ainda é muito mais comum para homens, fico muito feliz e orgulhosa em ver essas 25 jovens ingressando em um importante passo para suas carreiras. Que tenham muito sucesso e possam exercer sua futura profissão com muita dedicação e alegria”, destacou Alinez.

Para o Presidente da Equatorial Maranhão, Sérvio Túlio, poder realizar esta turma exclusiva para mulheres é motivo de muito orgulho. “Ver essas 25 mulheres representando muito bem o público feminino na nossa Escola traz um sentimento especial, pois quando me recordo que na primeira turma tínhamos apenas uma mulher e que hoje conseguimos fechar uma turma só para elas, vemos que estamos no caminho certo enquanto Distribuidora de energia que busca melhorar a vida das pessoas fomentando educação de qualidade e abrindo portas para o mercado de trabalho. Estamos muito felizes e esperamos que seja uma excelente trajetória para elas”, enfatizou Sérvio.

A aula Selma Mendes, que iniciou nesta nova turma, destacou a sua alegria em ter passado para a Escola de Eletricistas. “Quando eu vi que passei, quase não acreditei. Hoje na aula inaugural eu fiquei impressionada por conhecer cada história compartilhada e com certeza fui muito inspirada por essas mulheres. Estou muito feliz em poder fazer parte da Escola de Eletricistas e por acreditar em mim e não deixar o medo me limitar”, concluiu a nova aluna.

Sobre a Escola de Eletricistas do Grupo Equatorial

A Escola Eletricistas faz parte do E+ Profissional, projeto que compõe a Plataforma de Sustentabilidade do Grupo Equatorial Energia, e conta com o apoio do Programa de Eficiência Energética do Grupo, regulado pela ANEEL. O programa vem sendo realizado desde 2022 em alguns estados em que a Equatorial atua, com o objetivo de formar novos profissionais do setor elétrico, fomentando capacitação gratuita e geração de emprego e renda. Nessa jornada a Escola já formou mais de 400 novos profissionais com qualificação para ingressar no mercado de trabalho pelo programa. No Maranhão foram duas turmas em São Luís em 2022, com a formação de 47 profissionais, dos quais 50% já estão no mercado de trabalho, em empresas parceiras da Equatorial Maranhão. Em 2023 serão concluídas mais 4 turmas, sendo duas em São Luís (uma delas formada 100% por mulheres) e duas em Imperatriz, totalizando mais 100 alunos capacitados em 2023. A Escola de Eletricistas do Maranhão já soma 6 turmas e resultará em 147 alunos formados.

A Equatorial ressalta que os investimentos voltados para promoção da educação são capazes de transformar vidas e os mais distintos cenários sociais, incluindo melhorias nas condições de empregos e renda para população. Além do mais, através da inclusão de mulheres em ambientes predominantemente ocupados por homens, abre-se oportunidades de transformação social, reafirmação do empoderamento e presença feminina no mercado de trabalho, em especial no setor elétrico. O Programa E+ Profissional é uma iniciativa das Distribuidoras do Grupo Equatorial Energia alinhada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) que faz parte do Pacto Global da Organização das Nações Unidas (ONU), do qual a Empresa é signatária e que tem como um dos objetivos prioritários promover Educação de Qualidade, até 2030.

– Publicidade –

Outros destaques