domingo, 4 de dezembro de 2022

Amor entre mãe e filha pode ter ultrapassado a barreira familiar. Será?

Será verdadeira a história de Mary e Vertasha Carter, uma mãe que assumiu ter um relacionamento homossexual com a própria filha?

 

A notícia apareceu na web na primeira quinzena de setembro de 2014 e conta a história da dupla Mary e Vertasha Carter, uma mãe que teria assumido estar tendo um caso com a própria filha.

 

O anúncio polêmico repercutiu em inúmeros sites e blogs, além de ser compartilhado rapidamente através das redes sociais. Mas será que isso é verdade ou farsa?

 

Uma busca na web sobre essa história nos remete sempre à mesma e única fonte: O site Stuppid, um trocadilho com a palavra “estúpido” em inglês.

 

A publicação no Stuppid afirma em seu “sobre nós” que suas publicações são as mais loucas e as mais estúpidas histórias no mundo, não cita nenhuma fonte que comprove a história e já inicia a matéria com o seguinte parágrafo:

 

“[…] Com essa frase eu conheci a história de Mary e Vertasha Carter, mãe e filha que assumiram um relacionamento lésbico uma com a outra.[…]“

 

Não há menções a respeito de Mary ou Vertasha Carter na web, a não ser em um perfil no Twitter @VertashaAndMary, que foi criado no dia 14 de abril, cinco dias após a publicação polêmica no Stuppid. É curioso também notar que nenhuma das duas possui conta no Facebook.

 

A foto usada para ilustrar a matéria não tem nada a ver com namoro entre mãe e filha. Foi retirada de uma publicação feita em 2012 em um blog sobre beleza. Nos comentários do post no Think in About Beauty, os moderadores do blog afirmam que a imagem foi usada sem as suas autorizações, mas que providências jurídicas já estão sendo tomadas.

 

 

 


– Publicidade –

Outros destaques