terça-feira, 16 de julho de 2024

Análise: O Maranhão na Copa do Brasil

O sorteio dos confrontos da edição 2015 da Copa do Brasil definiu quem joga contra quem na primeira fase do torneio que tem a proposta de ser o mais “democrático” do país. A julgar pela quantidade de clubes que o disputam e algumas surpresas como campeãs, a premissa é verdadeira.

 

Leia mais sobre a Copa do Brasil:

 

Quem é o Estrela do Norte, adversário do Sampaio na Copa do Brasil?

Conheça o BOA, adversário do Moto e mais um forte clube mineiro;

 

Copa do Brasil: Sampaio x Estrela do Norte; Moto x Boa Esporte;

 

 

São 86 times de todos os estados. Desde o Acre, que faz tempo não tem um representante sequer na série B, até estados mais tradicionais que trazem sempre fortes candidatos ao título. Ainda mais depois que o título deste torneio abreviou o caminho para a Taça Libertadores da América, campeonato de clubes mais importante do continente.     

 

Mas, até trazer o troféu para o Maranhão, as equipes maranhenses têm um longo caminho a percorrer. E o trajeto se torna ainda mais espinhoso quando se compara o nível técnico e organizacional dos demais clubes.

 

O Sampaio Corrêa tem uma estreia um pouco mais tranquila do que seu rival no estado, o Moto. O tricolor maranhense vai ao Espírito Santo para tentar vencer por mais de dois gols de diferença e, consequentemente, eliminar a partida de volta. A afirmação parece presunçosa, mas, analisando o retrospecto do Estrela do Norte, o desejo do torcedor do Tubarão é esse. Talvez não seja o da diretoria que deixaria de arrecadar com a venda de ingressos no Castelão. Fator que deve ser levado em consideração tanto por jogadores quanto para os cartolas, afinal, a torcida boliviana – modinhas incluídos – fizeram do “Gigante do outeiro” um dos palcos de maior lotação no ano passado. Na série B foi o 3º maior púbico e, no geral, a 15ª do país, somando-se todas as divisões.

 

Já o Moto tem uma tarefa bem mais difícil. O papão recebe o Boa Esporte, de Minas Gerais. Os mineiros vem com missão semelhante a do rival do Moto: evitar o jogo de volta na terra dos campeões de três dos cinco principais campeonatos brasileiros.

 

A seu favor, justamente o fato de estrear em casa e contar com a empolgação da torcida, que por muito pouco não teve a alegria do acesso à série C: O Tombense – MG lhe tirou a vaga depois de uma vitória simples por 2 a 0 no jogo de volta, depois de arrancar o empate em solo maranhense.

 

Fato é que o fim da temporada 2014 deixou os torcedores dos dois times esperançosos com o próximo ano. O Sampaio conseguiu ser o 10º na série B e campeão estadual. Enquanto que o Moto tem o álibi de ter vencido os confrontos contra o Sampaio que só foi campeão em função de ter feito a melhor campanha. 

– Publicidade –

Outros destaques