sexta-feira, 3 de fevereiro de 2023

Arquivado caso de piada racista envolvendo ginastas da seleção

Do R7

A suspensão por 30 dias da Seleção Brasileira, bem como de benefícios financeiros, aplicada pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) será a única punição atribuída aos ginastas que protagonizaram uma brincadeira de tom racista com o colega de equipe Angelo Assumpção, de 18 anos, há duas semanas. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu pelo arquivamento do caso.

 

Na terça-feira da semana passada, Arthur Nory (21), Henrique Flores (24) e Felipe Arakawa (21) foram ouvidos em audiência na sede do STJD, no Rio de Janeiro, na presença de Assumpção. Durante um treinamento em Portugal, em preparação para os Jogos Pan-Americanos de Toronto (CAN), os três gravaram um vídeo em que faziam piadas com o colega, único negro do grupo.

 

Nos depoimentos, os ginastas teriam admitido que a brincadeira havia sido infeliz, mas ressltaram que não tiveram a intenção de ofender o amigo. A procuradora Adriana Soli encaminhou um pedido de arquivamento do processo à presidência do STDJ, que acatou a solicitação. Procurada, a CBG não atendeu as ligações.

 

— Seu celular quebrou: a tela quando funciona é branca… Quando estraga é de que cor? O saquinho do supermercado é branco… E o do lixo? É preto! – diziam os atletas, em coro, no vídeo divulgado pelo site do jornal O Globo.

 

Em seguida, os três publicaram um novo vídeo ao lado de Angelo tentando desfazer o suposto mal entendido. Eles afirmaram que foi apenas uma brincadeira entendida de forma errada.

No dia 20 de maio, a CBG anunciou o afastamento preventivo dos três atletas e prometeu que realizaria um trabalho educacional com os ginastas.

 

– Publicidade –

Outros destaques