quarta-feira, 22 de maio de 2024

Ator é agredido após deixar festa gay no centro do Rio

A Polícia Civil busca imagens de câmeras de segurança que possam identificar o responsável por agredir o ator do grupo de teatro Nós do Morro Max do Nascimento Andrade, que usa o nome artístico Maxie Maya. 

 

A vítima, de 29 anos, denuncia que a agressão foi motivada por homofobia. O crime aconteceu na manhã do último domingo (19), quando Maxie voltava de uma festa voltada ao público LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros), na região da Cinelândia, no centro do Rio

 

Em entrevista ao programa Balanço Geral RJ, na tarde desta terça-feira (21), o ator afirmou que um desconhecido o surpreendeu na escadaria de acesso à estação de metrô com palavras ofensivas em referência à sua orientação sexual, em seguida, desferiu socos contra seu olho direito. 

 

Maxie declarou ainda que, após agressão, ele tem medo até de sair de casa.

 

— Estou com muito medo. Minha rotina tem sido de casa para o trabalho e do trabalho para casa. O que fizeram comigo afetou minha moral. A dor do soco já passou, mas minha indignação não. Sou um cidadão brasileiro e tenho direitos como qualquer outro. Não entendo o que passa na cabeça de uma pessoa para ter esse tipo de atitude. 

 

Aos homossexuais vítimas de algum tipo de discriminação, o ator aconselhou não deixarem de denunciar às autoridades. 

 

— Tinha medo de como poderia ser tratado na delegacia, mas isso caiu por terra. Os policiais me atenderam muito bem e demonstraram emprenho em localizar o homem que me agrediu. 

 

De acordo com a Polícia Civil, o caso foi registrado na delegacia do Centro (5ª DP) como lesão corporal. Maxie foi ouvido pelos agentes, que agora procuram imagens de câmeras para identificar o autor do delito.

– Publicidade –

Outros destaques