sexta-feira, 9 de dezembro de 2022

Bolsas internacionais em baixa derrubam a brasileira

Os mercados internacionais fecharam a semana passada em baixa, principalmente as bolsas americanas que tiveram queda média acima dos 2%, devido a divulgação dos dados do emprego nos EUA, que vieram mais forte do que esperado. Isso demonstra que atividade econômica ainda está forte e sinaliza que o banco central americano deve manter o ritmo de elevação na taxa de juros. O Ibovespa refletiu o comportamento internacional e fechou em queda de 1,01% aos 116.375 pontos, interrompendo uma sequência de 5 dias altas. Na semana subiu 5,76%.

Safra 2022

Em setembro, IBGE prevê safra recorde de 262 milhões de toneladas para 2022. Um crescimento de 3,4% no comparativo com 2021 e 0,1% acima da informação de agosto. A área a ser colhida é de 73,2 milhões de hectares, 6,8% maior que em 2021 e 0,2% maior que o previsto em agosto. A safra do Maranhão no mês de setembro representou 2,3% do total do país, sendo o 2° do Nordeste perdendo somente para a Bahia. No comparativo com o mês anterior adicionou 3 toneladas a mais no mercado.
Na agenda econômica da semana, teremos a divulgação da inflação oficial do país e do volume de serviços, ambas divulgadas pelo IBGE. E na quarta não teremos o pregão na bolsa devido ao feriado de 12/outubro. Mesmo assim, temos que acompanhar o comportamento dos preços das nossas commodities.
Wagner Matos – economista

– Publicidade –

Outros destaques