domingo, 11 abril, 2021
Início Mais Notícias Bolsonaro associa HIV a 'comportamentos sexuais diferenciados'

Bolsonaro associa HIV a ‘comportamentos sexuais diferenciados’

Em visita a Chapecó (SC) nesta quarta-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar as medidas restritivas contra o novo coronavírus. Ao falar do tratamento precoce, o governante chegou a comparar o vírus da Aids com da COVID-19.

Bolsonaro usou a visita para promover novamente o tratamento precoce contra o novo coronavírus, a hidroxicloroquina e a ivermectina, remédios sem comprovação científica contra a COVID-19. Em sua justificativa, ele comparou os métodos usados nos anos 80 contra a Aids e a situação que o país enfrenta com esta pandemia.
“Eu acredito na ciência, mas a ciência por vezes demora. Naquela época, o que foi usado para combater o HIV? O coquetel do AZT. Era comprovado cientificamente? Não. Se não tivesse usado, não chegaríamos no futuro ao coquetel”, afirmou.
Ele também chegou a se referir como ‘classe específica que tinha um comportamento sexual diferenciado’, relacionando a doença às pessoas homossexuais.
Com informações da Folha de Minas
- Publicidade -
Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

- Publicidade -