sábado, 13 de julho de 2024

Carro derrapa capota na BR-222, em Arari

Um acidente ocorrido na tarde deste sábado (10) na BR-222, nas proximidades de Arari é um claro exemplo da confirmação de uma estatística: a de que, nas chuvas, aumentam os índices de acidente nas rodovias federais e estaduais do Maranhão.

 

O exemplo dessa semana teve como vítima a jornalista Elinalva Cardoso, da TV Guará. “Um carro passou por mim e jogou água no párabrisas. Eu me assustei, freei e o carro patinou. Nesse momento eu fui para o acostamento e quando puxei o freio de mão já estava caindo num barranco. O carro capotou várias vezes”, narrou a jornalista. Apesar da gravidade do acidente e da forma como ficou o carro, ela não teve ferimentos graves.

 

Ainda não há um dado oficial que comprove a tese, mas o depoimento de quem vive, diariamente, nessa rotina de atender a ocorrências de acidentes feitas à Polícia Rodoviária Federal (PRF) contraria a falta de informações. Antônio Norberto é inspetor da PRF e sentencia: “A velocidade máxima não deve ultrapassar 60 km/h e se a chuva for torrencial é melhor parar o veículo em local seguro e esperar o tempo melhorar”.

 

Some-se a orientação do policial o fato de as estradas ainda não terem sido completamente “lavadas”, pois essas são apenas as primeiras chuvas após um longo período sem água o que acumula muito óleo.

 

– Publicidade –

Outros destaques