sábado, 25 de junho de 2022

G10 Editora

Cerca de 40 mil deverão passar pelos ferryboats

De 4 a 10 de setembro, aproximadamente 45 mil pessoas deverão atravessar a Baia de São Marcos com destino a Baixada Maranhense e estados vizinhos como o Pará. Elas vão utilizar dois serviços: do Terminal de Passageiros da Ponta da Espera (São Luís) e do Cujupe (Alcântara), administrados pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), e dos ferries-boats de competência das empresas Internacional Marítima e Serviporto.

 

Muitos serão surpreendidospelo aumento na passagem das embarcações de R$ 8,00 (Oito Reais) para R$ 11,00(Onze). Trata-se de decisão judicialoriginária da Vara de Interesse Difusos e Coletivos por meio do juiz ClésioCoelho Cunha, e não ato do Governo do Estado. O trabalhador rural João daConceição Sousa Faria que quinzenalmente traz a mulher e a filha para São Luís para tratamento médico. Apartir de agora, com o aumento das passagens, terá que desembolsar 28% a mais que o gasto anterior. ?É pesado para a família, pois, são R$ 20,00 a mais que pesam, somados aos remédios, ficou complicado?, enfatizou.

 

A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) é o órgão competente pela regulação do serviço público de transporte aquaviário intermunicipal de passageiros, cargas e veículos na Baía de São Marcos, cuja exploração é realizada por delegação pelas empresas Servi Porto Serviços Portuários Ltda. e Internacional Marítima Ltda.

 

Operação Semana da Pátria

 

A Emap, a quem compete, por força de convênio de delegação federal, a manutenção da infraestrutura física dos Terminais de Passageiros, intensificou, os cuidados com a segurança dos usuários daquele local e informou que durante o feriadão continua com a mesma infraestrutura montada durante todo o período da reforma para atender aos cidadãos usuários do Terminal da Ponta da Espera.

 

Devido à revisão no projeto inicial de reforma, o cronograma de obras do Terminal da Ponta da Espera sofreu alterações e para minimizar o impacto da obra, desde o início foram instalados na tenda temporária os escritórios administrativos da Emap, das autorizatárias operadoras dos ferry-boats, os pontos de vendas das passagens, bebedouros e banheiros. Placas sinalizadoras educativas, informativas e indicativas sobre os serviços disponíveis na estrutura também foram instaladas. O objetivo é garantir o embarque e desembarque com segurança, conforto e comodidade.

– Publicidade –

Outros destaques