sábado, 4 de fevereiro de 2023

Cidadão do Mundo: Governo enviará 100 jovens à Inglaterra, Argentina e França, em 2023

O Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), divulgou o resultado final do programa Cidadão do Mundo, que levará 50 jovens ao Reino Unido (Inglaterra), 30 estudantes à Argentina e 20 à França.

A ampliação para 100 oportunidades partiu da determinação do governador Carlos Brandão para garantir aos filhos dos trabalhadores a oportunidade de mudar de vida, de agregar o idioma ao currículo, possibilitar um bom emprego e, consequentemente, boas condições financeiras.

Com embarque previsto entre março e abril, e retorno até junho de 2023, a 7ª edição do programa tem o objetivo de ofertar intercâmbio internacional nas línguas inglesa, francesa e espanhola aos jovens universitários maranhenses com idade entre 18 e 24 anos, que finalizaram o Ensino Médio na rede pública de ensino.

A partir dos cursos de idioma estrangeiro no exterior, os intercambistas viverão na prática o diálogo de uma nova língua, terão o contato com novas histórias, a compreensão de culturas e apreciação das artes locais.

“O Cidadão do Mundo é um programa republicano, democrático que dialoga diretamente com as necessidades dos jovens maranhenses. Hoje, os filhos dos trabalhadores também podem ter uma experiência de intercâmbio de línguas, isso é algo que antigamente, aqui no Maranhão, somente os jovens de classe média alta podiam fazer”, ressaltou o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Davi Telles.

Edital da 7ª Edição

Entre os dias 18 e 20 de janeiro de 2023, a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) deve realizar a primeira reunião de orientação; os candidatos selecionados devem ficar atentos ao e-mail com a confirmação e convocação.

Confira o edital por meio do link: https://secti.ma.gov.br/uploads/secti/docs/Portaria_Resultado__FINAL_cdm7.pdf

Retomada do programa

O ano de 2022 marcou a retomada do Cidadão do Mundo após a Pandemia da Covid-19, a partir da 6ª edição do programa, que incentivou a capacitação bilíngue, promoveu integração e atualização de 50 universitários maranhenses em outras culturas como as de Montpellier, na França; Cidade do Cabo, na África do Sul; e Córdoba, na Argentina

– Publicidade –

Outros destaques