terça-feira, 29 de novembro de 2022

Caso não retirem dinheiro do caixa, cobradores de ônibus terão que arcar com prejuízo

Os assaltos a coletivos continuam na cidade. Motoristas, cobradores e passageiros convivem com o medo diário, a maioria tem relato dos momentos de terror. Um cálculo nada agradável de contabilizar prejuízos. Pior para os cobradores, aqueles que não retirarem valores acima de R$50 do caixa e colocar em um cofre dentro do próprio ônibus, terão que arcar com os prejuízos em caso de assalto.

– Publicidade –

Outros destaques