quinta-feira, 18 de abril de 2024

Coligação Pra Frente Maranhão pede explicação sobre ação da PF

Advogados da Coligação Pra Frente Maranhão lançaram um ofensiva judicial nesta tarde contra uma sequencia de abusos ocorridos na campanha ao governo do Estado.

Alista de representações começa com um pedido de esclarecimento pela ação de uma equipe da Polícia Federal, que abordou, sem a devida documentação, o avião do candidato Lobão Filho (PMDB), no aeroporto de Imperatriz. O fato aconteceu na madrugada desta quinta-feira (24). Questionados, os policiais disseram que “haviam recebido denúncia anônima”, sem, no entanto, especificar o teor da denúncia.

A nota divulgada pelos advogados da coligação Pra Frente Maranhão menciona petição ao Tribunal Regional Eleitoral, comunicando a ação do policiais contra candidatos em campanha, aparentemente, sem o devido amparo legal.

Alémdisso, foi pedida também investigação junto ao Tribunal SuperiorEleitoral, requerendo punição de eventuais responsáveis por conduta irregular

Os advogados também requereram em São Luís e em Brasília investigação eleitoral contra o funcionário público, Paulo Abraão, atual secretário nacional de Justiça, que fez campanha política de dentro do MJ, aparentemente de dentro de seu gabinete. Coincidentemente, hauras antes da operação policial serdeflagrada em Imperatriz contra Lobão Filho e sua comitiva. Com o se sabe, a PFestá subordinada aos Ministério da Justiça.

Outra representação encaminhada contra Paulo Abraão, por prática de conduta vedada,na forma da Lei Eleitoral.

Outra petição foi encaminhada contra Flávio Dino, junto ao TSE/TRE, por ter se beneficiado da campanha feita por funcionário público de maneira ilegal.

 

Assessoria: Coligação Pra Frente Maranhão

– Publicidade –

Outros destaques