terça-feira, 7 de fevereiro de 2023

Comércio prevê queda no feriado de Dia das Mães

 A Federação do Comércio de Bens, Serviço e Turismo  do Estado do Maranhão (Fecomércio), publicou uma pesquisa mostrando que 80,5% dos consumidores de São Luís pretendem comprar algum produto nesse período do dia Das Mães, em relação ao ano passado o índice registra queda de -0,12% na predisposição ao consumo.

 

Os donos de lojas da Rua Grande, principal centro comercial de São Luís,  afirmam que vão investir em promoções, garantir descontos nas compras e criar boas propagandas publicitárias, para que o consumidor se sinta atraído pelos produtos oferecidos, já que as vendas para o feriado de Dia das Mães estão baixas.

 

Neste final do mês de abril, as vendas segundo os comerciantes têm sido baixas, mas no início do próximo mês o cenário deve ser de boas vendas pelo menos nos primeiros 15 dias de maio, mesmo assim os lucros devem ser menores que no mesmo período do ano passado.

 

O estudo feito anualmente mostra que o valor dos presentes também sofreu uma queda em 2015. Um a cada quatro pessoas (25,2%) dizem pretender gastar entre 51 a 100 reais, e o valor médio do presente será de 174 reais, custo que está -2,79% abaixo do valor pretendido em 2014. O valor geral das compras, que inclui os presentes e os itens para a comemoração, ficou em 250 reais, que também está -6,7% abaixo do valor do ano passado.

De acordo com a Fecomércio, itens do vestuário ainda são os preferidos para presentear na data, representam ( 37, 1%), em seguida estão artigos de perfumaria e cosméticos (22,5%) e peças de couro como sapatos, carteiras e cintos (11,1%).

 

Também aparecem na lista de intenção de consumo as flores (7,6%), joias e bijuterias (7,2%), celulares e smartphones (4,0%), livros (3,9%), eletrodomésticos da linha branca como geladeira, fogão e máquina de lavar (3,9%), relógios (3,6%), aparelho de televisão (1,6%), chocolates (1,4%).

A intenção de consumo referente aos bens duráveis, ou seja, os eletrodomésticos da linha branca registrou uma queda de -41,79% em comparação ao Dia das Mães do ano passado, assim como os aparelhos de celular e smartphone que aferiram uma baixa anual de -38,46%. Mas, a gerente de uma loja de aparelhos eletrônicos, Merilin Bastos, está confiante e acredita que estes ainda sejam os mais desejados. “Os aparelhos eletrônicos como televisores, de som e celulares de modelos simples, ainda são os mais procurados pelos os filhos na nossa loja”.

A pesquisa entrevistou 700 pessoas, entre homens e mulheres com mais de 18 anos, nos principais pontos de circulação de consumidores da cidade durante os dias 7 a 10 de abril de 2015.

Para este ano, a maioria dos consumidores (66,8%) revelou que pretende comprar apenas um produto em função da data, número que é 5,86% maior do que no ano de 2014.

 

de bairro e as galerias comerciais (13,1%), as lojas de departamento (4,4%), os supermercados (3,1%), os catálogos (1,2%), a internet (1,2%) e o comércio informal (0,2%).

– Publicidade –

Outros destaques