terça-feira, 16 de abril de 2024

Cresce o número de idosos que pretende continuar trabalhando

O brasileiro tem optado por se aposentar cada vez mais tarde. O número de pessoas entre 50 e 64 anos no mercado formal de trabalho cresceu quase 30% entre 2010 e 2015, de acordo com dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Segundo o Ministério do Trabalho, em 2010, havia 5,89 milhões de trabalhadores com carteira assinada nessa faixa etária. Já em 2015, esse número aumentou para 7,66 milhões. Também houve aumento na faixa acima de 65 anos. Em 2010, 361,4 mil trabalhadores ocupavam vagas formais de trabalho, cinco anos depois, esse grupo cresceu para 574,1 mil, um aumento de 58,8%.

O ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira, disse que a inserção das pessoas de mais idade no mercado é boa porque permite aos profissionais com mais experiência e em idade produtiva contribuírem para o crescimento do País.

Setor de serviços

Dados da Rais mostram, ainda, que o setor de serviço tem mais receptividade aos mais experientes. Quase 2,6 milhões de trabalhadores de 50 a 64 anos estavam empregadas com carteira de trabalho no segmento em 2015. Outros 200,4 mil trabalhadores tinham mais de 65 anos.

– Publicidade –

Outros destaques