quinta-feira, 30 de maio de 2024

Debate é marcado por polêmicas como corrupção, aborto, drogas e gays

O debate promovido pela TV Record, na noite deste domingo (28), se concentrou em temas polêmicos e no embate entre Dilma Rousseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB), líderes nas pesquisas de intenção de votos.

Um dos principais focos dos ataques, o escândalo da Petrobras foi usado em diversos momentos contra a presidente e candidata à reeleição pelo PT, Dilma Rousseff. Aécio Neves (PSDB), Everaldo Pereira (PSC) e Levy Fidelix (PRTB) citaram o caso de corrupção na estatal envolvendo Paulo Roberto Costa. A organização do debate acatou o direito de resposta da candidata, por entender que a fala interferiu de maneira injusta na imagem dela.

— Uma coisa tem de ficar clara: quem demitiu o Paulo Roberto fui eu. A Polícia Federal do meu governo investigou todos esses malfeitos, esses crimes.

Costa foi diretor da estatal e denunciou crimes de corrupção que aconteceram dentro da Petrobras.

– Publicidade –

Outros destaques