sexta-feira, 30 de setembro de 2022

Delegado-geral do Maranhão participa de reunião com o presidente do TSE

Tendo como pauta principal a segurança das eleições de 2022, o delegado-geral de Polícia Civil do Maranhão, Jair Lima de Paiva Júnior, participou de uma reunião com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ministro Alexandre de Moraes.

A reunião inédita do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil contou com as participações de mais 21 delegados-gerais de Polícia, dois corregedores-gerais e outros quatro representantes das forças policiais dos estados. No encontro foram efetuadas tratativas relacionadas às eleições, cujo primeiro turno serão realizadas no dia 2 de outubro.

Durante a reunião, o presidente do TSE destacou a importância dos serviços de inteligência das Polícias Civis estaduais e solicitou aos delegados relatórios da situação de cada unidade federativa. O presidente do TSE também lembrou as regras para o pleito deste ano, principalmente as que proíbem o acesso dos eleitores à cabine de votação usando celular ou armas.

Na oportunidade, as autoridades policiais afirmaram que as Polícias Civis dos estados atuarão em regime de plantão, junto com as PMs e a PF, para garantir a segurança no final de semana das eleições, inclusive com reforço nas divisas estaduais e nas fronteiras.

Em seu breve discurso, o delegado-geral de Polícia, Jair Paiva, ressaltou ao presidente do TSE que, a Polícia Civil do Maranhão está à disposição da Justiça Eleitoral. Ele também destacou o trabalho integrado das forças de segurança do estado Maranhão que já estão atuando fortemente na questão dos crimes afetos, bem como crimes eleitorais, principalmente na lavratura do procedimento onde não há uma atuação da Polícia Federal.

O delegado-geral do Maranhão ainda frisou que, no Maranhão, equipes de policiais civis da capital e de cidades maiores serão enviadas para municípios menores e lugares onde há um histórico de conflitos eleitorais em eleições passadas. “A Polícia Civil junto com o Centro de Inteligência estão acompanhando diariamente as movimentações, de modo que se houver algum tipo de situação ilegal, a instituição de segurança maranhense irá agir de forma rápida”, finalizou Paiva.

– Publicidade –

Outros destaques