sexta-feira, 3 de fevereiro de 2023

Deputada pede auditoria em obra da Petrobras no ES

A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) protocolou, na Câmara, pedido de auditoria para que o Tribunal de Contas da União (TCU) faça uma devassa nos contratos relativos à construção da sede da Petrobras em Vitória, no Espírito Santo, que custou seis vezes mais do que o valor inicialmente previsto.

 

O requerimento, protocolado na tarde desta terça-feira (28), solicita que o tribunal faça ampla auditoria contábil, financeira, orçamentária, operacional e patrimonial em todos os atos, convênios e contratos para erguer o prédio da Petrobras que custou R$ 580 milhões.

 

“Após a deflagração da Operação Lava Jato, os fatos relacionados à referida construção ganham novos contornos. As empresas que formaram o consórcio são, ao menos em parte, empresas que estão sendo investigadas. Também alguns dos ex-dirigentes presos ou investigados foram responsáveis por atos relacionados à obra”, justifica Eliziane, ao pedir a apreciação do TCU.

 

O objetivo da deputada, que é integrante da CPI da Petrobras, é saber os motivos que levaram a Petrobras a desembolsar mais de meio bilhão de reais num empreendimento orçado originalmente em R$ 90 milhões.

 

“Precisamos investigar estes contratos já que há suspeitas de superfaturamento, principalmente, por uma suposta licitação dirigida para beneficiar fornecedores locais e estrangeiros”, acrescenta Eliziane.

 

A proposta de fiscalização e controle apresentada pela deputada do PPS precisa apenas ser aprovada em Comissão para seguir para o TCU.

– Publicidade –

Outros destaques