Suspeitos de matar PM morrem Paço do Lumiar

Duas pessoas com suspeitas de envolvimento no caso ainda continuam foragidas.

Uma resposta rápida da Polícia Militar da região metropolitana de São Luís culminou na morte de duas pessoas suspeitas do latrocínio (roubo seguido de morte) que vitimou o soldado PM Fredson de Jesus Mendes. 

De acordo com informações policiais, o Serviço de Inteligência da Polícia Militar, juntamente com o Grupo Tático Aéreo (GTA), trocaram tiros com quatro pessoas que teriam participado do assalto e morte do PM, na última quarta-feira (15), na Matinha, em São José de Ribamar.

Os suspeitos estavam escondidos em uma área de matagal, próximo ao aeroporto de Paço do Lumiar. O Serviço de Inteligência obteve as informações e caiu em campo à procura da quadrilha criminosa.

Ao avistarem os policiais, o bando iniciou uma troca de tiros. O Serviço de Inteligência revidou, mas os bandidos fugiram para uma área de mato mais densa.

O GTA foi acionado para sobrevoar a área e localizar os criminosos. Ao serem avistados, outra intensa troca de tiros foi iniciada, sendo que esta terminou com duas pessoas baleadas.

Os feridos foram encaminhados para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, mas não resistiram aos ferimentos e morreram. Os mortos foram identificados apenas como “Ceará” e “Muruca”.

Outros dois suspeitos do crime ainda se encontram foragidos, mas buscas estão sendo realizadas com o objetivo de prende-los.

O portal da TV Guará colocou anteriormente que o fato aconteceu em São José de Ribamar, mas posteriormente a polícia confirmou que a operação aconteceu em Paço do Lumiar.

– Publicidade –

Outros destaques