sexta-feira, 19 de abril de 2024

Economia no bolso do consumidor: contas de luz não terão acréscimo no mês de março

O mês de março chega com energia e economia para as famílias brasileiras: as contas de luz permanecerão com bandeira tarifária verde para todos os clientes do Sistema Interligado Nacional (SIN). A notícia foi divulgada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), na última sexta-feira (23).

O Sistema de Bandeiras Tarifárias, que apresenta as modalidades verde, amarela e vermelha, indicam se haverá ou não acréscimo no valor da energia a ser repassada ao consumidor final, em função das condições de geração de eletricidade. Segundo a ANEEL, a permanência da bandeira verde, que está em vigor há quase dois anos, ocorreu devido às ótimas condições de geração de energia elétrica.

A conta de luz é composta pelos custos de geração, transmissão e distribuição da energia, pelos encargos que custeiam o setor elétrico e pelos tributos federais, estaduais e municipais. Nesse sentido, as bandeiras tarifárias são apresentadas nas contas de energia como uma forma de sinalização mensal dos reais custos de geração de energia elétrica. Quando a conta de luz é calculada pela bandeira verde, significa que não sofre nenhum acréscimo. Esse cenário favorável traz benefícios para todos os clientes, especialmente para aqueles de baixa renda, possibilitando maior economia financeira.

O Gerente de Relacionamento com o Cliente da Equatorial Maranhão, Josenilson Monteiro, alerta que apesar da vigência da bandeira verde, é necessário evitar o desperdício de energia e manter essa economia no orçamento. “Quando adotamos práticas de consumo consciente, além de estarmos reduzindo os custos com energia elétrica, contribuímos para a preservação dos recursos naturais. Algumas atitudes como a utilização de lâmpadas LED, o desligamento de aparelhos em stand-by, o aproveitamento da luz natural e evitar abrir e fechar a geladeira a todo instante, podem gerar uma grande economia no fim do mês’’, pontua.
Além disso, a Distribuidora compartilha algumas dicas de economia para colocar em prática no dia a dia:
• Evite abrir e fechar a geladeira a todo instante
• Observe periodicamente a borracha de vedação que, quando ressecada, causa grande desperdício de energia;
• Troque as lâmpadas antigas por novas de LED
• Para os aparelhos de ar-condicionado que ficam ligados por longos períodos, é importante que contenham a tecnologia inverter.
• Tirar os aparelhos da tomada também pode garantir uma grande economia. Mesmo em stand-by os aparelhos ainda consomem energia;
• Acumular uma grande quantidade de roupas para lavar e passar de uma vez só é o ideal. Não esqueça de utilizar a capacidade máxima;
• Uma das principais recomendações se tratando de economia de energia é utilizar aparelhos eletrodomésticos que apresentam no selo PROCEL/INMETRO de economia de energia a indicação “A”, ou seja, com maior economia.

Josenilson também comenta que as famílias baixa renda podem economizar ainda mais, recebendo até 65% de desconto na conta de energia pelo cadastro na Tarifa Social de Energia Elétrica, programa do Governo Federal que garante esse benefício. “No Maranhão ainda existem mais de 500 mil famílias que estão aptas para receber descontos na conta de luz e ainda não recebem, por falta de conhecimento ou pela desatualização do NIS.  Estamos sempre realizando ações para facilitar e possibilitar que esses clientes, que têm direito a uma tarifa mais barata, possam usufruir desse desconto tão importante’’, destaca.

As informações sobre as condições e o cadastro na Tarifa Social estão disponíveis nos canais oficias da Equatorial Maranhão: WhatsApp (Assistente Virtual Clara) – (98) 2055-0116; Site: http://www.equatorialenergia.com.br/;  Central 116; Postos de Atendimento presencial da Distribuidora e APP Equatorial.

– Publicidade –

Outros destaques