terça-feira, 28 de junho de 2022

G10 Editora

Empresária baleada e morta em assalto pediu que filho fosse socorrido primeiro

A empresária Vanessa Rodolfo Garcia Barone, de 39 anos, foi baleada e morta em um assalto no Rio Pequeno, na zona oeste de São Paulo, na noite de segunda-feira (15).

 

Segundo uma amiga dela, antes de morrer, ainda consciente, ela pediu que priorizassem o socorro ao filho de 17 anos, que também foi atingido pelo mesmo criminoso.

 

— Eu gritei: “É a Vanessa” e desci correndo. Foi o tempo de chegar, ela já estava caída no chão. Me disse as últimas palavras: “Socorre o Rodrigo, que ele está baleado”.

 

A irmã da vítima, Alessandra Garcia, contou que os dois adolescentes estão em estado de choque e que só tentaram segurar a arma em um momento de desespero, quando acharam que o bandido podia ferir a mãe. 

 

— Do susto, foi uma consequência que eles não terão mais a presença da mãe. 

 

Segundo a polícia, os criminosos já estavam à espera das vítimas atraídos pelo carro de luxo delas. 

 

O crime

 

Vanessa Rodolfo Garcia Barone, de 39 anos, os dois filhos, de 14 e 17 anos, e um amigos deles tinham acabado de sair da festa de aniversário do filho mais novo quando foram abordados por dois homens em uma moto. Ela foi rendida. Pouco depois, o filho mais velho reagiu e segurou a arma de um dos criminosos. 

 

Eles começaram a lutar. A empresária tentou separar o filho do ladrão, no entanto, o outro criminoso se aproximou, desceu da moto e libertou o comparsa, que atirou na mulher e no filho dela. Ela foi atingida no peito e morreu. O filho foi baleado no braço sem gravidade e segue internado. Os bandidos fugiram levando a bolsa dela. 

– Publicidade –

Outros destaques