quarta-feira, 26 fevereiro, 2020
Início Capa Ex-superintendente Tiago Bardal é condenado a 2 anos de prisão

Ex-superintendente Tiago Bardal é condenado a 2 anos de prisão

O ex-superintendente da Seic, Tiago Bardal, foi condenado à perda do cago de delegado de Polícia Civil do Maranhão. Decisão foi dada pelo juiz Francisco Ferreira de Lima, que também condenou Bardal a dois anos e três meses de reclusão pelos crimes de peculato, na modalidade apropriação indevida e prevaricação.

Na denúncia, apresentada pelo Ministério Público Estadual, consta que uma delegada de Polícia Civil que assumiu o cargo de Superintendente Estadual de Investigações Criminais teria encontrado alguns documentos deixados pelo antecessor, Tiago Bardal, que indicavam práticas ilegais do então superintendente.

De posse dos documentos, o delegado-geral de Polícia Civil verificou um procedimento policial originado da prisão em flagrante de Egildo Silva Campos, conhecido pela alcunha de “Diabo Louro”, ocorrida em 21 de dezembro de 2016, no Povoado Santeiro, em Viana. A prisão se deu em razão do suposto crime de contrabando de 43 caixas de cigarros, avaliadas em R$ 273 mil reais.

O MP frisa, ainda, que nada foi encontrado na SEIC, que pudesse indicar que o procedimento tivesse sido concluído ou encaminhado a outra autoridade policial para prosseguimento, além de não ter sido encontrada a mercadoria apreendida.

Categorias relacionadas:
- Publicidade -

Mais recentes

Estados e municípios têm até domingo para informar gastos com saúde

Estados e municípios têm até o dia 1º (domingo) para declarar, no Sistema de Informação sobre Orçamentos Públicos em Saúde (Siops), as receitas e...
- Publicidade -