terça-feira, 28 de junho de 2022

G10 Editora

Famílias recebem título de propriedade em São Domingos

O Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes), entregou, no último fim de semana, mais 205 títulos de domínio individual, beneficiando centenas de famílias de trabalhadores rurais no município de São Domingos do Maranhão.
A área regularizada tem cerca de oito mil hectares, com uma média de 40 hectares por família. Até dezembro haverá, em São Domingos, outra solenidade de entrega de títulos deterra.

De acordo com o secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar, Fernando Fialho, que representou a governadora Roseana Sarney, o documento de propriedade da terra é mais um passo para o crescimento de cada família e representa a segurança e a garantia que conquistaram o direito real resolúvel sobre o imóvel.
Para o diretor de Assentamento e Desenvolvimento Rural do Iterma, Levi Alves, que representou o presidente do órgão, Luiz Alfredo Soares, o Instituto de Terras obteve significativos avanços nos últimos anos, graças ao firme engajamento de seus dirigentes e servidores, no trabalho de regularização fundiária.

?Desenvolvemos inúmeras atividades em áreas de assentamento como a organização de trabalhadores, cadastramento e recadastramento de famílias, por meio do SIPRA(Sistema de Informação dos Projetos de Reforma Agrária), levantamento de demandas e acompanhamento da implantação de projetos de infraestrutura como habitação, estradas, energia, abastecimento de água e de projetos produtivos financiados pelo PRONAF?, informou Levi Alves.

O diretor de Recursos Fundiários Luiz Augusto Martins declarou que o Iterma entregou, neste ano, 385 títulos de domínio individual, em vários municípios. ?Estamos priorizando a regularização fundiária nas áreas remanescentes de quilombos e ações de arrecadação sumária de novas glebas?, afirmou.

Ao receber o titulo das mãos do secretário Fernando Fialho, dona Raimunda Iris Maciel Leite, do povoado Baixão do Uruçu, declarou-se muito emocionada. ?É um sonho antigo?, disse. O secretário, por sua vez afirmou que a regularização da terra dela e dos demais,de 36 hectares, e dos demais lavradores representa um ganho social para toda a sociedade.

O lavrador Antônio Lopes Modesto, do povoado Baixão da Lagoa, muito feliz, declarou que, agora, vai trabalhar com segurança e consciente de ser o verdadeiro dono da terra.

Participaram também doevento o gerente de Inclusão Sócio Produtivo (Gisp)/Sedes, Francisco de Assis;os ex-prefeitos de São Domingos do Maranhão, Din da Folha e Zé da Folha;vereadores e lideranças rurais.

– Publicidade –

Outros destaques