terça-feira, 23 de abril de 2024

Favela e Flor do Samba levam o título de campeãs do Carnaval da Passarela do Samba 2023

O Carnaval de São Luís – Tem Folia na Ilha, na Passarela do Samba Chico Coimbra (Anel Viário) de 2023 veio com uma surpresa: duas escolas foram campeãs, a Favela e a Flor do Samba. O concurso foi promovido pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Cultura (Secult) e órgãos parceiros, e marca a volta dos desfiles na capital. A apuração foi coordenada pela Secult em parceria com a Liga das Escolas de Samba e Demais Agremiações Artísticas, Folclóricas e Culturais do Estado do
Maranhão (Liesma), e aconteceu no Teatro da Cidade, na Rua do Egito, Centro, nesta quarta-feira (22).

“O desfile das Escolas de Samba na Passarela Chico Coimbra foi uma mistura de criatividade, alegria e emoção. Parabéns à Favela do Samba por homenagear o grande poeta, ativista político e cultural Renato Dionísio, e à Flor do Samba por trazer a saudade dos velhos carnavais. Enfim, nossos aplausos a todas as escolas de samba que participaram do Carnaval 2023 de São Luís”, destacou o secretário municipal de Cultura, Marco Duailibe.

A comissão de apuração contou com advogado da Secult, Felipe Martins; o presidente da Liga das Escolas de Samba e Demais Agremiações Artísticas, Folclóricas e Culturais do Estado do Maranhão (Liesma), Josafá Ferreira Lima; e nove representantes das escolas de samba.

As escolas de samba foram avaliadas em nove itens: Evolução e Conjunto, Fantasia, Letra, Melodia, Bateria, Mestre-Sala e Porta-Bandeira, Comissão de Frente, Alegorias e adereços; e Enredo. Favela e Flor do Samba empataram com 180 pontos cada, levando as duas o título de campeã do Carnaval 2023.

Com o samba-enredo “Do renascer da Grécia antiga ao berço da cultura popular: o legado do artista chamado Dionísio”, a Favela do Samba levantou e empolgou o público presente na Passarela do Samba, que vibrou e cantou do início ao fim do desfile. A escola apresentou na avenida comissão de frente, dois casais de mestre-sala e porta bandeira, quatro carros alegóricos, 14 alas e bateria.

Com 20 títulos conquistados, considerando o deste ano, o diretor da agremiação, João Moraes, agradeceu o esforço de todos os integrantes. “Embora o pouco tempo em que tivemos, conseguimos fazer um lindo espetáculo. Quero dizer que a gente está muito feliz por ter voltado dois anos depois da pandemia para mostrar que esse Carnaval está vivo e que ele resiste”, revelou.

“Saudade” foi o samba-enredo que levou o título à escola Flor do Samba, que encerrou o Carnaval de Passarela 2023, homenageando as perdas de pessoas para a Covid-19 e a todos os brincantes ilustres que já passaram e que fizeram história na escola. A bateria deu o tom de um desfile que deixou o público extasiado. A agremiação contou com comissão de frente, 14 alas, três carros alegóricos, dois casais de mestre-sala e porta-bandeira, um tripé e bateria, com um total de 1.500 integrantes.

O diretor da Flor do Samba, André Campos, fala sobre o samba-enredo campeão de 2023, conquistando o 13º título da escola. “É um enredo marcante, que, após dois anos de pandemia, aborda o afastamento geral de todo mundo, falando dessa saudade de não poder beijar, abraçar e, em último caso, perder para sempre um ente querido. Foi essa a força que nos motivou para conquistar o bicampeonato esperado, com dois títulos seguidos. Agradeço à comunidade do Centro Histórico que amo tanto. Vocês merecem e me dão força pra continuar”, compartilhou.

*Premiação*

As cinco primeiras colocadas no concurso das escolas de samba ganharam premiação: Favela e Flor do Samba (1º lugar – R$ 50 mil); Marambaia (2º lugar – R$ 40 mil); Império Serrano (3º lugar – R$ 30 mil); Turma da Mangueira (4º lugar – R$ 20 mil); e Terrestre do Samba (5º lugar – R$ 10 mil).

O presidente da Liesma, Josafá Ferreira Lima, fez um balanço sobre a apuração. “A nossa avaliação foi a melhor possível, porque fizemos a apuração com tranquilidade. Agora vamos para os barracões das escolas campeãs comemorar”, finalizou.

– Publicidade –

Outros destaques