sábado, 13 de julho de 2024

Gabriel Medina é campeão mundial de Surf

O Brasil tem um novo ídolo no esporte. Aos 20 anos, Gabriel Medina entra para a galeria de campeão mundial de surf. O paulista, local da praia de Maresia, fez história ao conquistar o título inédito para o Brasil e o primeiro da América Latina, nesta sexta-feira, na Praia de North Shore, Havaí. Medina nem precisou chegar a final do evento, ao ver seus adversários Kely Slater e Mick Fanning sendo derrotados pelo compatriota Alejo Muniz.

 

Medina ainda chegou a entrar no mar para disputar mais uma bateria. Mas quando ele olhou para a praia e viu que a torcida já comemorava a vitória de Alejo Muniz sobre o australiano Mick Faning, que podia atrapalhar o sonho brasileiro, Medina não se conteve e pegou uma onda para sair e comemorar com a torcida.

 

O campeão mundial ainda concedeu entrevista para Associação de Surfistas Profissionais (ASP) e voltou para as ondas de Pipeline para disputar mais uma bateria e ainda garantir mais uma vitória sobre o brasileiro Felipe Toledo, em disputa na quarta de final. Mas agora, com a certeza de que o é o seu nome e a bandeira brasileira já estavam no lugar mais alto do pódio.

 

 Competição:   Após cinco dias consecutivos sem ondas, o Pipe Masters foi retomado nesta sexta.  Líder do circuito mundial (WCT) Medina fez sua parte nessa etapa final. Primeiro, ele eliminou o havaiano Dusty Payne na terceira rodada. Na quarta fase, fez um duelo emocionante contra o brasileiro Felipe Toledo  e o australiano Josh Kerr. Nos últimos minutos, Medina virou a bateria, rumo às quartas de final.   

 

Em seguida, Mick Fanning quase perdeu para o francês Jeremy Flores, o que daria o título ao brasileiro antecipadamente. No entanto, o australiano virou nos últimos minutos. Fanning encontrou um bom tubo,  e a decisão foi adiada em algumas baterias. Agora Fanning precisava chegar à final para estragar o sonho brasileiro.

 

Porém, quando faltavam poucos minutos para começar a bateria de Medina nas quartas de final,  Mick Fanning já estava no mar, disputando outra bateria com o brasileiro Alejo Muniz. Nas areias, a torcida  iniciava a contagem regressiva para selar a vitória de Alejo contra o australiano,  e assim coroar de vez Gabriel Medina campeão mundial de surf.

 

– Publicidade –

Outros destaques