sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Garimpo ilegal é descoberto no município de Godofredo Viana

Foto: Divulgação/Polícia Civil

Foto: Divulgação/Polícia Civil

 

GODOFREDO VIANA – A Polícia Civil do Maranhão deflagrou, nessa quarta-feira (13), a Operação ‘Febre do Ouro’, em Godofredo Viana, e fechou um garimpo ilegal de ouro em um fazenda de propriedade do prefeito da cidade, Marcelo Viana.

 

Segundo Henrique Mesquita, delegado regional de Zé Doca e responsável pela operação, após várias denúncias anônimas, a polícia tomou conhecimento que, na área, estariam acontecendo crimes de tráfico de drogas e trabalho escravo. “Recebemos uma denúncia de tráfico de drogas na fazenda do prefeito e chegando lá nós nos deparamos com drogas, armas, inclusive, o gerente pessoal do gestor foi flagrado com revólver e, ainda, a extração ilegal de ouro”, disse o delegado regional.

 

No momento da operação, o prefeito não estava na propriedade, mas a polícia acredita que ele deverá se apresentar nas próximas horas para prestar esclarecimentos, acompanhado de advogado. “O que acontece é que ele tinha esse garimpo e não tinha controle das atividades que eram realizadas no local. Ou seja, além do crime ambiental, ele deverá ser chamado para explicar a questão do trabalho infantil e das armas”, ressaltou o delegado Henrique Mesquita.

 

Os pequenos casebres onde famílias inteiras, incluindo crianças, adolescentes e mulheres, viviam em condições sub-humanas, e que pela denúncia também estavam trabalhando na extração ilegal, foram queimados pelos policiais. Na propriedade, foram apreendidas três máquinas retroescavadeiras avaliadas, cada uma, em R$ 500 mil, usadas para cavar os barrancos.

 

Durante a operação, também, foram apreendidos quatro veículos suspeitos de serem clonados; duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e uma espingarda; 20 detectores de metais, avaliados em R$ 15 mil cada; além de aproximadamente 20 pedras de crack.

 

No total, 20 pessoas foram conduzidas. Entre elas, Antônio Vieira Coelho, 50; Francisco das Chagas de Araújo Sousa, 25; Elisvan Paiva Sousa, 43; Antônio Wilson Albino de Sousa, 49; Lindomar Mendes da Silva, 40; João Nazaré Oliveira, 75; Carmindo Mendonça Carmaco, 50, foram autuados por crime ambiental e associação criminosa. Outros conduzidos foram autuados por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e receptação de produto de crime. Um homem identificado como Celso César Barbosa, 46, foi liberado após pagar fiança de R$ 9.456,00.

– Publicidade –

Outros destaques