quinta-feira, 30 de junho de 2022

G10 Editora

Governo garante formação continuada a professores

Quatorze mil professores do Maranhão que atuam no ensino médio irão participar de formação continuada como parte das ações do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio. O primeiro passo neste sentido foi dado nesta terça-feira (26) com o I Seminário Estadual do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio, promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (Ufma).

O secretário de Estado de Educação, Danilo Furtado, e o reitor em exercício da Ufma, Antônio Oliveira, abriram o evento,que contou ainda com a participação de supervisores e coordenadores do pacto,pró-reitores e do presidente do Conselho Estadual de Educação, José Ribamar Bastos, entre outras autoridades.

O objetivo do seminário, que acontece na Ufma, é contribuir por meio da Formação para o aperfeiçoamento e valorização dos professores e para rediscutir e atualizar as práticas docentes em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio.

?”Este é um momento importante porque estamos nos preparando para enfrentar o grande desafio que é o baixo nível de proficiência dos alunos do ensino médio. Capacitar professores que vão multiplicar em toda a rede as nossas referências curriculares, novas metodologias é uma das ações necessárias para que se tenha um ensino médio de qualidade?”, disse o secretário Danilo Furtado.

O Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio foi regulamentado pela Portaria Ministerial Nº 1.140, de 22 de novembro de 2013. Através dele, o Ministério da Educação e as secretarias estaduais e distrital de Educação assumem o compromisso pela valorização da formação continuada dos professores e coordenadores pedagógicos que atual no ensino médio público, nas áreas rurais e urbanas.

?Uma das dimensões do pacto é a ciência como uma mola propulsora do desenvolvimento da comunidade do nosso estado. “Este pacto pela educação no ensino médio visa justamente preparar os nossos professores para que ele não perca o foco para aquilo que é mais fundamental, que são os estudantes?”, destacou o vice-reitor em exercício do cargo de reitor da Ufma, Antônio Oliveira.

Formação continuada

As formações continuadas dos professores do ensino médio acontecerão durante este segundo semestre de 2014, e no primeiro semestre de 2015, com duração de 10 meses. A formação se dará por meio de estudos semanais, de seminários regionais, estaduais e nacionais aos profissionais da rede, com apoio das instituições públicas de ensino superior e suporte financeiro e técnico do MEC.

No Maranhão, o Pacto irá capacitar inicialmente 25 formadores regionais que, por sua vez, irão formar 746 orientadores de estudo. Esses deverão ministrar as formações aos quase 14 mil professores de Ensino Médio no estado.

O Pacto Nacional tem uma programação preestabelecida pelo Ministério da Educação, que prevê a realização de três seminários estaduais. Este primeiro seminário consiste no desenvolvimento dos formadores regionais das 19 unidades regionais da Seduc, que serão instruídos pelos seis formadores das Instituições de Ensino Superior (IES), selecionados por meio de chamada pública e avaliados por critérios previstos pelo Pacto.Todos os selecionados são professores da Ufma. Após esse primeiro momento os orientadores de estudos receberão a capacitação dos formadores regionais.

Os objetivos gerais do Pacto são fazer formação continuada no próprio ambiente escolar, fazer com que os professores entendam as diretrizes educacionais e se pautem na sua atividade cotidiana. ?O seminário que estamos realizando hoje tem o caráter de mobilização para todo o Maranhão, em favor da formação dos professores nos 217 municípios do estado?,disse a coordenadora geral do pacto no Maranhão, Lindalva Martins Maia Maciel.

Para a gestora da Unidade Regional de Educação do município de Rosário, Lucia Helena Calvalcante, o seminário acontece em um momento oportuno para os gestores da Secretaria de Educação.?Com as diretrizes curriculares o pacto veio culminar com o trabalho pedagógicoe com a formação continuada dos professores?, observou

– Publicidade –

Outros destaques