terça-feira, 6 de dezembro de 2022

Homem é preso por por manter a ex-companheira em cárcere privado

A Polícia Civil do Maranhão deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva em contra um homem suspeito de violência física e moral contra sua ex-companheira, no município de Rosário. A ação da prisão foi realizada pela 1ª Delegacia Regional de Polícia da cidade.

De acordo com a equipe investigativa da Delegacia Regional de Rosário, policiais civis já havia vindo alguns dias realizando diversas diligencias no local com finalidade de cumprir o mandado de prisão preventiva representado pela Delegacia Especial da Mulher e expedido pela 2ª Vara do município contra o suspeito, que diversas vezes conseguiu fugir da ação policial, alterando constantemente seu local de residência, entre as cidades de São Luís e Rosário.

Policiais civis conseguiram localizar e identificar o suspeito que estava em sua residência, bairro Sapucaia, em Rosário. O local apresentava difícil acesso, cercado por muros altos e concertinas além de um portão que não permitia visualização no interior da casa. Sem perceber o cerco policial, o procurado abriu o portão do imóvel, momento este em que houve a prisão.

Após a captura, a polícia encontrou no local a vítima que declarou que o homem a convidou para que ambos pudessem conversar, porém a mesma relatou que ao chegar na casa do investigado, o mesmo a impediu de sair do imóvel, ameaçando- a diversas vezes, que ela somente iria embora após “retirar a queixa” que existia contra ele e que se ele fosse preso, alguém morreria. Na Delegacia de Polícia, a vítima apresentou uma mensagem no aparelho de telefone celular do suspeito, conversando com uma pessoa não identificada, relatando que mataria sua ex-companheira.

Em virtude do estado emocional apresentado pela vítima, a mesma foi, imediatamente, encaminhada ao serviço de assistência social da cidade de Rosário, onde será atendida buscando os reparo do seu bem-estar psicológico. A vítima já tinha relatado diversas agressões e ameaças do agressor, sendo que uma destas agressões lhe trouxe danos estéticos permanente, estando a mesma aguardando cirurgia plástica reparadora.

Diante de todos os elementos informativos obtidos, além do cumprimento do mandado de prisão preventiva, o homem foi preso em flagrante delito pelos crimes de Ameaça e Cárcere Privado, no âmbito da Maria da Penha.

– Publicidade –

Outros destaques