Hospital do Servidores Estaduais realizou ação educativa sobre disfagia

Com o objetivo de integrar e reciclar as equipes multidisciplinares sobre a Disfagia, foi realizada a ação educativa “Engolir Te Incomoda? Vamos Deglutir esse Assunto Juntos”, uma promoção conjunta do NEP / Núcleo de Educação Permanente, sob a coordenação da enfermeira Rebeca Cutrim, em parceria com a coordenação de fonoaudiologia do Hospital dos Servidores Estaduais (HSE/HSLZ), sob o comando da fonoaudióloga Danielle Veloso.

Para quem não sabe a disfagia é a dificuldade para engolir alimentos, líquidos e até mesmo saliva durante qualquer etapa entre a boca e o estômago; podendo ser congênita ou adquirida. É algo grave, que causa prejuízos importantes atingindo a nutrição; a saúde pulmonar, além de questões sociais do paciente acometido. Entre os principais indícios estão o engasgamento ou tosse durante as refeições, dor ao engolir ou a sensação de que o alimento fica parado na garganta. Se não identificada e tratada, a disfagia pode ser causa de desidratação e desnutrição decorrentes da dificuldade na alimentação.

A disfagia pode se manifestar em qualquer faixa etária, desde recém-nascidos até idosos, ela também está associada a várias doenças e em alguns casos, pode ser o primeiro sintoma a surgir. Dentre as causas mais comuns da dificuldade para engolir (deglutir), estão a presença de doenças neurológicas, tais como acidente vascular cerebral; traumatismo cranioencefálico; Parkinson; Alzheimer; paralisia cerebral; questões oncológicas, como câncer de cabeça e pescoço, questões pulmonares e tumores de sistema nervoso central; linfomas; pacientes que fizeram uso de ventilação mecânica invasiva; doença pulmonar obstrutiva crônica; COVID-19; além do envelhecimento natural.

Essas e outras informações foram repassadas em forma de jogos e interações, na ação educativa que envolveu equipes multidisciplinares do HSE / HSLZ das áreas da clínica médica; UTI e pronto socorro. O treinamento contou também com o Deglutimóvel, um carrinho que continha vídeos e outros materiais educativos sobre o tema.

“O principal objetivo dessa ação foi alinhar as principais informações sobre a disfagia com todos os profissionais multidisciplinares que devem ser envolvidos, do diagnóstico ao tratamento. Além de reciclagem profissional, a ação também ajuda a envolver e integrar todos os times que precisam estar cientes de suas respectivas funções e dos demais profissionais envolvidos. O NEP e a Coordenação de Fonoaudiologia estão de parabéns pela criatividade e eficácia da ação” declarou Plínio Tuzzolo, Diretor Geral do HSE/HSLZ.

Vale lembrar que o diagnóstico e tratamento da disfagia é realizado de forma multiprofissional; envolvendo profissionais como fonoaudiólogo, médico e nutricionista, entre outros.

– Publicidade –

Outros destaques