domingo, 23 de junho de 2024

Joaquim Haickel é o entrevistado de hoje no Avesso

Um dos principais analistas do Grupo Sarney, o secretário de esporte do Governo Roseana, Joaquim Haickel, em entrevista ao programa Avesso da TV Guará desta terça-feira (21), expõe alguns motivos que, segundo ele, foram responsáveis pela derrota de Edson Lobão Filho ao governo do Maranhão. Mesmo considerando os problemas responsáveis pelo insucesso de Lobão Filho, Haickel, que foi um dos coordenadores de campanha do candidato, elogia o desempenho do mesmo nas urnas, e destaca o que considera um fator favorável à vitória de Flávio Dino: “não foi Flávio Dino quem ganhou, fomos nós que perdemos”.

Além de falar da derrota do Grupo Sarney, Haickel fala da expectativa sobre o governo de Flávio Dino, apontando aspectos que o governador eleito não pode deixar de considerar, bem como questões que Dino deve deixar de lado para não incorrer em erros frente ao povo e aos políticos aliados. Entre o que considera acerto do governador eleito está o fato de Dino não se sujeitar às pressões de aliados por cargos. Mas, para Haickel, a prova dos noves no acerto na formação do secretariado será a escolha dos secretários de segurança, saúde e educação.

Em dois momentos, Haickel compara Dino com Sarney no presente e no passado. Primeiro, em relação à posição de neutralidade de Dino no segundo turno das eleições presidenciais, ele avaliou que Sarney faria o mesmo: “ficaria em cima do muro”. Em relação ao conceito de ‘mudança’, principal mote do discurso do candidato vitorioso para conquistar adesão popular, Haickel afirma que Dino é para Sarney o que Sarney foi para Vitorino Freire na década de 1960.

 

Vale conferir os detalhes da entrevista, às 22h45, pelo canal 23 ou pelo site: www.tvguara.com

– Publicidade –

Outros destaques