terça-feira, 31 de janeiro de 2023

Lençóis Maranhenses está na lista de indicação das sete maravilhas brasileira

A secretaria de Estado do Turismo festeja a indicação dos Lençóis Maranhenses na lista da ONG World Heritage Watch (WHW) das sete maravilhas brasileiras passíveis de receberem o título de “Patrimônio Natural da Humanidade”.  A indicação é feita pelo país que o abriga para depois ser sancionada pela Unesco. Com uma área de mais de 155 mil hectares, o Parque Nacional do Lençóis Maranhenses fica localizado no noroeste do estado do Maranhão e a cerca de 250 km da capital São Luís.

Para o secretário de Estado do Turismo, Paulo Matos, a notícia chega de forma saudosa e comemorativa. “Os Lençóis Maranhenses com o título de Patrimônio Natural da Humanidade, nos dará maior visibilidade turística principalmente internacional. É uma satisfação comemorar essa indicação. Os Lençóis Maranhenses não pertencem somente ao Maranhão, mas ao mundo”, salientou.

A entrada dos Lençóis Maranhenses na lista confere um status de prioridade na conservação do sítio, com o título de patrimônio natural, o seu estado de preservação fica sob maior atenção da comunidade internacional. Aquilo que mais conta na tomada de decisão é a demonstração de que uma área candidata é realmente diferente e única.  

O secretário relata ainda que no Estado do Maranhão, a natureza é um patrimônio, onde o segmento do turismo ecológico é destaque no mundo inteiro. Ele relembra que São Luís comemorou, em 2022, os 25 anos de reconhecimento como cidade “Patrimônio Histórico da Humanidade” e isso fez aumentar o fluxo turístico para a capital do Maranhão.

Critérios para escolha

Entre dez itens exigidos para que um lugar seja eleito Patrimônio Mundial, há um pré-requisito básico, conforme o site da Unesco: “Os locais precisam ter um valor universal excepcional.” O local também precisa representar certo tipo de arquitetura ou tecnologia, uma tradição cultural ou uma cultura perdida. Os candidatos na categoria de fenômenos naturais são, então, examinados pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN).  Por sua vez, um lugar inscrito devido a belezas naturais deve ser uma área de excepcional beleza natural e importância estética.

“Dos critérios que foram analisados, os Lençóis maranhenses entraram na lista por possuir paisagem única existente no mundo inteiro, pela biodiversidade e também pelos elementos e geologia local. Temos convicção de que a partir deste título, o Maranhão ganhará muito mais, e avançaremos bastante com o turismo”, enfatiza o gestor do turismo, Paulo Matos.  

A documentação da candidatura do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses está pronta desde 2018 no Ministério das Relações Exteriores, mas o processo foi paralisado durante a gestão do antigo governo federal.

Turismo Natural  

O Maranhão é destaque entre os destinos turísticos mais visitados do mundo, que, segundo o secretário de Turismo, Paulo Matos, o governo do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual do Turismo (Setur), tem buscado medidas para fortalecer o turismo e o patrimônio natural e cultural, incentivando a conservação e buscando a formação de uma consciência ambientalista, assim promovendo o bem-estar das populações e desenvolvendo ações em conjunto direcionadas ao turismo, nos 10 polos turísticos do Estado.  

Investimentos

A Setur-MA tem atuado no sentido de implementar os atrativos e transformá-los em produtos turísticos. “É bom frisar que fizemos vários investimentos na região dos Lençóis como o Aeroporto de Barreirinhas recentemente inaugurado pelo governador Carlos Brandão. O aeroporto já mantém voo diário e também panorâmico, isso contribuiu em todos os sentidos para atração de novos turistas já que a região possui logística adequada para receber novos visitantes”, destaca o gestor estadual do Turismo, Paulo Matos.

Patrimônios Naturais da Humanidade

O Brasil tem belezas naturais reconhecidas mundialmente como Patrimônios Naturais da Humanidade. O selo é dado pela Unesco, organização das Nações Unidas Para a Educação, a Ciência e a Cultura, e valoriza a importância ambiental dos lugares e a necessidade da sua preservação.

No Brasil, o título já foi dado ao Pantanal (MT/MS), Amazônia Central (AM), Costa do Descobrimento (BA/ES), complexo Ilhas Atlânticas (Fernando de Noronha e Atol das Rocas), Parque Nacional do Iguaçu (PR), Vale do Ribeira (PR/SP) e complexo Chapada dos Veadeiros/Parque das Emas (GO).

Lista dos indicados

A nova lista dos indicados é composta pelos Lençóis Maranhenses (MA); Serra da Capivara (PI); Parque de Itatiaia (RJ); Raso da Catarina (BA); Cavernas de Peruaçu (MG); Banhados do Taim (RS); Serra Divisor (AC).  

O relatório das ONGs com a nova lista tentativa deve ser lançado oficialmente em 23 de janeiro, em um evento no IEA-USP.

– Publicidade –

Outros destaques