sexta-feira, 27 de janeiro de 2023

Mais de 42 prefeituras estão sendo investigadas em caso de desvio de verba pública

Cinco mandados de prisão já foram expedidos. O ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, continua foragido.

 

Representantes do Ministério Público(MP) e da Polícia Civil falaram sobre os cinco mandados de prisões efetuadas na manhã da última terça-feira (05), por conta da operação que desarticula um sistema de agiotagem e desvio de verbas públicas no Maranhão. Dentre as pessoas detidas estão dois prefeitos, um ex- prefeitos e empresários.

O delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, informou que 42 prefeituras já estão sendo investigadas e esse número pode crescer.  “Quanto mais investigamos, mais surgem indícios de irregularidades. Então, não podemos dizer com certeza que são apenas 42 prefeituras envolvidas no esquema. É bem provável que esse número seja bem maior.” disse.

Durante a coletiva não foi informado o valor exato dos desvios mas o delegado-geral informou que em apenas uma empresa fantasma houve desvio de R$46 milhões e são centenas de empresas envolvidas.

Quando a operação para efetuar os mandados de prisão começou,o prefeito de Bacuri, Richard Nixon dos Santos, o prefeito de Marajá do Sena, Edivan Costa, e um empresário identificado como Pacová  foram os primeiros a serem detidos e encaminhados à Superintendência Estadual de Investigações (Seic), para esclarecer algumas informações.

O ex-prefeito de Zé Doca, Raimundo Nonato Sampaio, continua foragido.

– Publicidade –

Outros destaques