quinta-feira, 20 de junho de 2024

Malha ferroviária poderá ligar São Luís e até Itapecuru-Mirim

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) avança nos diálogos para oferta do transporte de passageiros por via ferroviária no Maranhão. Em reunião, por videoconferência, com representantes da Secretaria Nacional de Transporte Ferroviário do Ministério dos Transportes, o presidente Adriano Sarney apresentou as viabilidades do estado para a concretização da proposta. A parceria foi firmada para a execução do projeto delimitando critérios para a concessão do serviço.

A proposta é que este transporte intermunicipal de passageiros seja realizado pela malha ferroviária da Transnordestina Logística, do trecho que sai de São Luís e vai até Itapecuru. O trajeto da Transnordestina recebeu ampla reforma e está apto a realizar essa modalidade de transporte, com segurança.

“Esta parceria com o Ministério dos Transportes vem agregar muito a este projeto e na reunião, alinhamos o avanço do cronograma para que possamos concretizar a oferta deste transporte. Será uma alternativa viável e muito resolutiva de mobilidade às populações da Região Metropolitana, considerando que temos todas as condições. Portanto, foi um momento muito produtivo com os representantes do governo federal e será um marco grande para o estado, com a ampliação das possibilidades de transporte intermunicipal, do Estreito dos Mosquitos até Itapecuru, em um primeiro momento”, destacou o presidente Adriano Sarney. 

O coordenador geral da Secretaria Nacional de Transporte Ferroviário do Ministério dos Transporte, Henrique Oliveira Mendes, pontuou a viabilidade da parceria, ressaltando as condições do Maranhão em conceder este tipo de transporte. “Uma oportunidade boa para unir esforços e o que está sendo pensado pelo Governo do Maranhão, corrobora com o que temos em mente. Já constatamos a capacidade para a oferta deste serviço, pelo estado, com potencial no trecho de São Luís a Itapecuru”, afirmou, destacando estudo realizado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que identifica trechos viáveis para a execução deste transporte, no país.

“Temos realizado levantamentos e dialogado sobre novos projetos de transporte de passageiros, pela via ferroviária. No Maranhão, percebemos a alta demanda, com grande número de deslocamentos diários, de São Luís a Itapecuru. Fizemos um estudo prévio, que será atualizado e temos tratativas com outros estados, também promissores na oferta deste serviço”, explicou a assessora Técnica da Secretaria Nacional de Transporte Ferroviário do Ministério dos Transportes, Arilena Covalesky.

O transporte ferroviário de passageiros garante mobilidade para milhares de usuários do transporte público, no país. É uma realidade das grandes metrópoles. O Maranhão já experimentou transporte por via ferroviária, que garantia o ir e vir de expressivo número de pessoas, do estado até Teresina, no Piauí, com forte atuação da antiga Reffsa. 

Participaram, da Secretaria Nacional de Transporte Ferroviário do Ministério dos Transportes, a diretora de Obras e Projetos, Maryane Figueiredo; e o coordenador, Vladimir Baleeiro. Da MOB, o coordenador de Saneamento e Gás, Diogo Moura; e o diretor de Operações Rodoviárias e Ferroviárias da MOB, Jacob Mendes.

Cronograma

Na reunião, ficou definida a elaboração de pré-projeto, que trará informações de ordem estrutural e econômica, além de medidas para regulamentação do serviço. Em seguida, a etapa seguinte será a apresentação à população, em audiência pública.

– Publicidade –

Outros destaques